27 de jan de 2011

CRISTIANISMO

Cristianismo, em poucas palavras, é companheirismo com Jesus. De onde tiro este pensamento? De São João 15:4 e 5: "permanecei em mim, e eu permanecerei em vós. Como não pode o ramo produzir fruto de si mesmo, se não permanecer na videira, assim, nem vós o podeis dar, se não permanecerdes em mim. Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer."( S. João 15: 4 e 5)./// Quer dizer que vida cristã é companheirismo com Jesus. Quem não gosta de ter amigos? Os velhinhos gostam, as mulheres, os homens, muito mais ainda os jovens, eles são especialistas em fazer amigos. As crianças onde chegam fazem amigos. Se encararmos a vida cristã como uma maravilhosa experiência de andar, conviver, cultivar uma amizade íntima com Cristo, então descobriremos o segredo da vida cristã. - Talvez você esteja pensando: "em algum momento de minha vida já experimentei esse contato com Jesus, essa comunhão com Ele", mas a grande pergunta que você e milhares de pessoas fazem é: Como manter o companheirismo com Jesus? Ter por um momento, muita gente tem, mas como ter isso por toda vida? Aqui há um conceito que quero frisar. O mais difícil da vida cristã, não é tornar-se cristão, porque para tornar-se cristão basta correr aos braços de Jesus e começar a vida com Ele. O difícil é permanecer cristão. É como a vida no casamento, casar é o mais simples.Existem muitas pessoas que iniciam a vida cristã e depois de algum tempo a abandonam um ano depois, cinco anos depois, desanimam, voltam atrás, porque não entenderam o segredo da permanência em Cristo. Como permanecer cristão? Como manter a comunhão com Cristo? Através basicamente de três elementos: Primeiro; a oração, pois através dela nos comunicamos com Cristo. Depois através da Bíblia, o principal veículo através do qual Jesus comunica-se conosco. Por último, quando testificamos para outras pessoas do amor de Cristo, quando divulgamos os princípios de vida que conhecemos através do estudo da Bíblia. Basicamente é através disso que permanecemos cristão. Também quando mantemos um cântico no coração, quando cantamos hinos, quando vamos a igreja e nos congregamos com os outros membros, ou quando ouvimos as mensagens que são apresentadas; isso também nos ajuda a crescer em Cristo e a cultivar nosso companheirismo com Ele. Agora, você pode pensar: "Tudo bem, estou entendendo na teoria como isso funciona, mas por que é tão difícil manter essa comunhão com Jesus?" - Por um simples motivo: o ser humano nasce naturalmente corrupto, naturalmente mau, gostando do lixo da vida, das coisas erradas da vida. Teologicamente chamamos isto de natureza pecaminosa. Essa natureza pecaminosa com a qual todos nascemos, não gosta de ler a Bíblia, não gosta de orar, não gosta de ir à igreja, não gosta de buscar a Deus. Então, se nós temos que orar, temos que estudar a Bíblia ou ir à igreja, não será porque nos deleitamos em fazer isso, será porque, de certa maneira, estamos convencidos que isso é importante e portanto vamos contra a natureza que nascemos. Na hora da conversão, Jesus coloca em nós a natureza de Cristo, e essa natureza sim, tem fome e sede de justiça. Então, vem a luta das duas naturezas, pois a natureza do inimigo diz: "não vá para a igreja" e a natureza de Cristo diz: "vá para a igreja". A natureza carnal diz: "não, não estude a Bíblia"; a natureza de Cristo diz: "abra a Bíblia", essa é a luta da vida cristã. Na Bíblia não encontramos salvação pela igreja, salvação pela religião, ou salvação pela doutrina. A igreja, a religião e a doutrina têm seu lugar na vida do cristão, mas nenhuma dessas coisas ocupam o papel salvador, somos salvos unicamente pela graça de Cristo, unicamente pela fé no maravilhoso amor redentor de Cristo. /// Quem nos salva é Cristo, mas por favor, não me diga que você está salvo se você não está na igreja. Porque o primeiro passo de alguém que experimentou a salvação em Cristo, é ir à igreja para louvar o nome de Deus, para edificar com sua experiência outros cristãos, para ser edificado pela experiência de outros cristãos e para todos juntos exaltarem o nome de Deus. Vida cristã indo à igreja, estudando a Bíblia, orando, já é muito difícil; imagine sem orar, sem estudar a Bíblia. É como um carvão, uma brasa viva. Se você separar um carvão, ele vai arder por um tempo e depois de pouco tempo, vai se apagar. Quando está entre os outros carvões permanece brasa viva, separado se apaga. Os cristãos que cada semana se congregam com outros cristãos e compartilham suas experiências, suas lutas, vitórias, tentações, juntos louvam o nome de Deus e são edificados pela pregação da Palavra de Deus, vão crescendo na sua experiência cristã. Cristãos que querem servir a Deus sozinhos, correm o perigo de verem sua vida espiritual apagar-se. Agora, se você está isolado numa ilha da China e não tem igreja, neste caso, sozinho, Deus lhe ajudará a sobreviver na vida espiritual, de alguma maneira. Mas tendo uma igreja a 150 metros da sua casa, qual é o mérito de ficar em casa sozinho?

Nenhum comentário: