30 de out de 2011

PERIGOS DO ELOGIO E AUTO-LISONJA



É difícil compreender-nos a nós mesmos, ter um correto
conhecimento de nosso próprio caráter. A Palavra de Deus é clara, mas muitas vezes erramos ao aplicá-la a nós mesmos. Há a possibilidade de nos enganarmos, julgando que suas advertências e repreensões não se referem a nós. "Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto; quem o conhecerá?" (Jeremias. 17:9). A autolisonja pode insinuar-se nas emoções e no zelo cristão. O amor e a confiança em si mesmo podem dar-nos a certeza de que estamos certos, quando na verdade estamos longe de cumprir as exigências da Palavra de Deus. (Testemunhos, vol. 5, pág. 332)Quão profunda é a impressão da exaltação própria no coração humano, tão grande o desejo de poder humano, que com muitos, mente, coração e alma se tornam obcecados com a idéia de mandar e comandar. Coisa nenhuma pode destruir essa má influência sobre a mente humana, exceto buscar do Senhor o colírio celestial. Unicamente o poder da graça divina pode fazer o homem compreender sua real posição e realizar por ele a obra essencial a ser feita no coração.

TEMPO DE CONFIAR

No deserto, quando falharam todos os meios de subsistência, Deus enviou a Seu povo maná do Céu; e foi-lhe dada suficiente e constante provisão. Essa providência visava ensinar-lhes que, enquanto confiassem em Deus, e andassem em Seus caminhos, Ele os não abandonaria. O Salvador pôs agora em prática a lição que dera a Israel. Pela palavra de Deus, fora prestado socorro às hostes hebraicas, e pela palavra seria ele concedido a Jesus. Ele aguardava o tempo designado por Deus, para O socorrer. Achava-Se no deserto em obediência a Deus, e não obteria alimento por seguir as sugestões de Satanás. Em presença do expectante Universo, testificou Ele ser menor desgraça sofrer seja o que for, do que afastar-se de qualquer modo da vontade de Deus.
"Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus." Mat. 4:4. Muitas vezes o seguidor de Cristo é colocado em situação em que não lhe é possível servir a Deus e continuar seus empreendimentos mundanos. Talvez pareça que a obediência a qualquer claro reclamo da parte de Deus o privará dos meios de subsistência. Satanás quer fazê-lo crer que deve sacrificar as convicções de sua consciência. Mas a única coisa no mundo em que podemos repousar é a Palavra de Deus. "Buscai primeiro o reino de Deus, e a Sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas." Mat. 6:33. Mesmo nesta vida não nos é proveitoso, apartar-nos da vontade de nosso Pai do Céu. Quando aprendermos o poder de Sua palavra, não seguiremos as sugestões de Satanás para obter alimento ou salvar a vida. Nossa única preocupação será: Qual é o mandamento de Deus? Qual Sua promessa? Sabendo isso, obedeceremos ao primeiro, e confiaremos na segunda. (O Desejado de Todas as Nações, pág. 121)

.

COMO ENTENDER AS PROFECIAS

ATRAVÉS DESTE VÍDEO(COMPARE COM A SUA BÍBLIA) ESTUDAREMOS COMO É QUE AS PROFECIAS DEVEM SER INTERPRETADAS, A LUZ DA BÍBLIA, PORQUE A PRÓPRIA BÍBLIA AS EXPLICA. DEVEMOS APRENDER E ENSINAR,PORQUE TEMOS DE REPARTIR O QUE APRENDEMOS COM OUTRAS PESSOAS.MAS PARA ISSO, DEVEMOS CUIDADOSAMENTE COMPARAR NA NOSSA BÍBLIA,CONFERINDO TUDO. MUITAS PESSOAS QUEREM SABER DE PROFECIAS, QUEREM ENSINAR, MAS TAMBÉM QUEREM ESPECULAR, LENDO EM OUTROS LIVROS,E ACABAM POR FAZER CONFUSÃO NAS LEITURAS DIVERSAS E INTERPRETANDO A SEU MODO.MAS A BÍBLIA É FIEL PARA NOS ENSINAR A ENTENDER AQUILO QUE DEUS QUER QUE SAIBAMOS, NESTE FINAL DE TEMPO.PROCURE NO YOUTUBE OUTROS VÍDEOS DESTE MESMO PASTOR (LUIS GONÇALVES)PARA NÃO APRENDER ERRADO,PORQUE TEM MUITOS VÍDEOS DETURPADOS SOBRE PROFECIAS."NEM TODO AQUELE QUE DIZ SENHOR, SENHOR, ENTRARÁ NO REINO DOS CÉUS" - Mateus 7:21.

28 de out de 2011

MASSA BÁSICA INTEGRAL

Ingredientes:// 1 kg de farinha de trigo integral;1 xícara de azeite;pitadas de sal e açúcar fermento para pão;1 1/2 xíc. de água morna.// Preparação:// Amassar bem, deixar descansar coberto com pano úmido por 1 hora. Abrir com o rolo na espessura que quiser e usar o recheio a gosto. Asse as pizzas ou os pastéis e bom apetite. Esta massa pode ser congelada.

27 de out de 2011

PRIMEIRO CAPÍTULO DE DANIEL

O primeiro capítulo de Daniel começa apresentando o conflito entre dois povos, duas cidades e dois sistemas de culto e adoração. “No ano terceiro do reinado de Jeoaquim, rei de Judá (605 a.C.), veio Nabucodonosor, rei de Babilônia, a Jerusalém, e a sitiou” (Dan. 1:1). Daniel é um personagem bíblico reconhecido e mencionado por Jesus em Mateus 24:15. Nabucodonosor também é um personagem da história mencionado milhares de vezes em tabletes e tijolos encontrados nas escavações feitas em Babilônia. A presença de Nabucodonosor na Palestina em 605 a.C. (antes de Cristo) é confirmada pela narrativa feita pelo historiador Berosus que viveu entre 300 e 250 a.C.; Berosus é citado também nos escritos do historiador Flávio Josefo. “O livro de Daniel é a história de duas cidades: Jerusalém e Babilônia. Uma, representa o governo da justiça; a outra, o governo da maldade. Uma, revela o mistério da piedade, e, a outra, o mistério da iniquidade. Assim, as histórias e a profecias do livro ilustram os princípios do grande conflito entre Cristo e Satanás.” (Fonte\ Revelações de Daniel -Vol.I - Pr.Samuel Ramos)

ENTENDENDO PROFECIAS

Daniel não entendeu a parte de sua profecia que se referia aos últimos dias. Daniel recebeu a ordem de “selar” até o tempo do fim. O tempo do fim está relacionado ao tempo do Juízo Celestial e essa mensagem não poderia ser proclamada até que chegasse a Hora do Juízo. Daniel não teve dificuldade para entender o surgimento e queda das nações, mas quando Deus lhe mostrou a profecia do juízo, as 2.300 tardes e manhãs (Daniel 8:14) ele ficou ansioso por entender. “E espantei-me acerca da visão e não havia quem a entendesse” (Daniel 8:27). O mesmo aconteceu com a visão do capítulo onze quando Daniel jejuou por três semanas inteiras (Dan. 10:2-3), mas o anjo lhe disse que o conteúdo da profecia estava relacionado com “o que haveria de acontecer ao povo de Deus nos derradeiros dias” (Dan. 10:14). O livro de Daniel é especificamente para os últimos dias, e ninguém no passado esteve em melhores condições de entendê-lo do que o remanescente de Deus hoje.( Fonte: Revelações de Daniel - Vol.I - Pr.Samuel Ramos)

CRISTO NOSSO COMANDANTE

E disse ele:... Venho agora como Príncipe do exército do Senhor. Então, Josué se prostrou sobre o seu rosto na terra, e O adorou, e disse-Lhe: Que diz meu Senhor ao seu servo? Jos. 5:14. Quando Josué saiu pela manhã antes de tomar Jericó, apareceu-lhe um guerreiro totalmente aparelhado para a batalha. E Josué perguntou: "És tu dos nossos, ou dos nossos inimigos?" e ele respondeu: "Não, mas venho agora como príncipe do exército do Senhor." Jos. 5:13 e 14. Houvessem os olhos de Josué sido abertos... e pudesse ele suportar a visão, e teria visto os anjos do Senhor acampados em torno dos filhos de Israel; pois o treinado exército celestial viera combater pelo povo de Deus, e o Capitão do exército do Senhor ali estava para comandar.Não foi Israel, mas o Capitão do exército do Senhor que tomou Jericó. Mas Israel tinha sua parte a desempenhar para mostrar sua fé no Capitão de sua salvação. Há diariamente batalhas a travar. Grande luta vai em andamento em torno de toda pessoa, entre o príncipe das trevas e o Príncipe da vida. Grande é a batalha a ser combatida... mas não vos cabe a vós o combate principal aqui. Como instrumentos de Deus tendes de entregar-vos a Ele, de modo que Ele delibere e dirija e batalhe por vós com a vossa cooperação. O Príncipe da vida está à frente de Sua obra. Importa que esteja convosco em vossa luta diária com o próprio eu, para que sejais fiéis aos princípios; para que, ao lutar pela supremacia, a paixão seja subjugada pela graça de Cristo; para que saiais mais que vencedores por aquele que vos amou.

26 de out de 2011

AMOR CRISTÃO

Pergunte cada qual a si mesmo: Possuo a virtude do amor? Tenho aprendido a ser longânimo e bondoso? Talentos, cultura e eloqüência, sem esse atributo celestial, serão tão destituídos de significação como o bronze que soa, ou como o címbalo que retine. Pena que esse precioso tesouro seja tão menosprezado e tão pouco procurado por muitos que professam a fé! ... Se não queremos basear nossas esperanças do Céu num falso fundamento, precisamos aceitar o que diz a Bíblia e crer que o Senhor cumpre o que afirma. Ele não requer coisa alguma de nós para cuja realização não nos conceda graça. Não teremos desculpa no dia de Deus se deixarmos de alcançar o padrão que nos é apresentado em Sua Palavra. Somos admoestados pelo apóstolo: "O amor seja sem hipocrisia. Detestai o mal, apegando-vos ao bem. Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros." Rom. 12:9 e 10. Paulo queria que fizéssemos distinção entre o amor puro e altruísta que é inspirado pelo espírito de Cristo, e a inexpressiva e enganosa simulação de que o mundo está cheio. Essa desprezível contrafação tem desencaminhado muitas pessoas. Pretende eliminar a distinção entre o que é certo e o que é errado, concordando com o transgressor, ao invés de mostrar-lhe fielmente os seus erros. Semelhante atitude nunca promana de verdadeira amizade. (Testimonies, vol. 5, págs. 169-171).Ver mais

24 de out de 2011

SOBRE A BÍBLIA...

A Bíblia está CHEIA de erros: - o primeiro erro foi quando Eva duvidou da Palavra de Deus; - o segundo erro aconteceu quando seu esposo fez o mesmo; - e assim erros e mais erros ainda estão sendo cometidos… - porque as pessoas insistem em duvidar da Palavra de Deus. A Bíblia está CHEIA de contradições:- Ela contradiz o orgulho e o preconceito; - Ela contradiz a lascívia e a desobediência; - Ela contradiz o seu pecado e o meu. A Bíblia está CHEIA de falhas:- porque Ela é o relato de pessoas que falharam muitas vezes ; - assim foi com a falha de Adão; - com a falha de Caim; - e a de Moisés; - bem como a falha de Davi e a de muitos outros que também falharam. - Mas Ela é também o relato do amor infalível de Deus. Deus NÃO ESCREVEU a Bíblia: - para pessoas que querem jogar com as palavras; - para aqueles que gostam de examinar o que é bom mas sem fazê-lo; - para o homem que não acredita porque não quer. O homem moderno DESCARTOU os ensinamentos da Bíblia:- pelas mesmas razões que outros homens tem descartado através da história; - por grande ignorância a sua verdadeira mensagem e conteúdo; - intransigente apatia em recusar considerar suas declarações; - bem conhecidos pseudo-cientistas posando de críticos honestos; - convicção secreta de que este Livro está certo e de que os homens estão errados. Somente uma pessoa PRECONCEITUOSA acreditaria que: - os ensinamentos biblícos são passados e irracionais, sendo princípios arcaicos e sem propósito; - a Bíblia está cheia de discrepâncias e afirmações inaceitáveis; - Ela só poderia ser trabalho irrelevante e não inspirado de meros homens. A Bíblia é, afinal, somente mais um LIVRO RELIGIOSO? - para milhares que não se arriscam serem honestos consigo mesmos e com Deus; - para aqueles que tem medo de aceitar o desafio do próprio Deus a um exame honesto; - para aqueles que não querem examiná-la a fundo porque Ela diz verdadeiramente como os homens são. E você não pode ENTENDER ou CONFIAR no que a Bíblia diz: - a menos que você esteja disposto a considerar as evidências e encarar face a face o AUTOR!

EMPADÃO DE SOJA

Ingredientes para o Purê de Batata: 1 kg batatas cortadas aos quadrados; 400 gr de leite em pó; 2 cenouras 50 gr margarina; Sal e pimenta do reino;- 1 colher de café de noz moscada. Preparação do Purê de Batata: Coloque na batedeira ou copo do liquidificador todos os ingredientes do Purê. - Terminado o tempo de cozedura da batata, triture, misturando com os outros até o preparado ficar homogêneo. Retifique os temperos e reserve./// Ingredientes para o Recheio de Soja: 100 gr granulado de soja fino; tomate; cebola; azeite de oliva; 4 dentes alho 1 caldo de legumes Knorr; 2 colheres café de orégano; 2 colheres sopa de salsa picada, pimentão vermelho e amarelo picados, cheiro-verdea gosto.// Preparação do Recheio de Soja: Coloque o granulado de soja em um pirex e coloque água quente.Deixe de molho por 10 minutinhos.Escorra e ponha água morna e esprema um limão. Deixe mais 5 minutinhos e escorra. Preparação: Adicione o azeite. Adicione o granulado de soja previamente demolhado, o caldo de carne, a pimenta, salsa e todos os outros temperos,inclusive o orégano. Coloque num tabuleiro uma camada de purê de batata, seguindo-se de uma do Recheio de Soja e outra de purê de batata. Pincele a superfície com ovo batido. Coloque azeitonas pretas. Leve a forno pré-aquecido a 180º, durante cerca de 20 minutos.

ANTIPASTO DE BERINGELAS

2 berinjelas – em cubos 3 dentes de alho picados 1 cebola ralada 1/3 pimentão verde – cortado de compridinho (juliene) 1/3 pimentão vermelho – juliene 1/3 pimentão amarelo – juliene 1 pitada pimenta calabreza (opcional) 10 azeitonas pretas – picadas ou em metades sal – bem moderado 03 colheres sopa de azeite extra virgem 1 colher de vinagre balsâmico ou limão Coloque tudo em um pirex e ponha em forno médio coberto com papel alumínio por 1 hora.Quando esfriar, regar generosamente com mais azeite de oliva. Comer com torrada , em sanduiches integrais, com biscoito salgado ou mesmo puro. ******************************​******************************​** OBSERVE: Uma dieta rica em azeite extra virgem diminui os maiores fatores de risco para doenças cardiovasculares, diabetes, gastrites, hipertensão, dores, osteoporose e até mesmo câncer. Um estudo coordenado por cientistas europeus acaba de apontar um novo benefício do “ouro líquido”: o azeite impede o acúmulo de gordura na região abdominal, ou seja, combate a indesejável “barriga”. Para aumentar o colesterol bom e reduzir o colesterol ruim, para regular o diabetes, manter o intestino funcionando bem regulado.

23 de out de 2011

ESPÍRITO SANTO

A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo sejam com vós todos. Amém! II Cor. 13:13. Precisamos reconhecer que o Espírito Santo é tanto uma pessoa como o próprio Deus. O Espírito Santo tem personalidade, do contrário não poderia testificar ao nosso espírito e com nosso espírito que somos filhos de Deus. Deve ser também uma pessoa divina, do contrário não poderia perscrutar os segredos que jazem ocultos na mente de Deus. O Espírito Santo é um agente livre, operante, independente. O Deus do Céu emprega Seu Espírito segundo Lhe apraz; e a mente humana, o humano discernimento e os métodos humanos não podem pôr limites a Sua operação, ou rescrever o conduto pelo qual Ele há de operar. Desde o princípio tem Deus atuado por Seu Espírito Santo, mediante agentes humanos, para a realização de Seu propósito em benefício da raça caída. O Espírito Santo era o mais alto dos dons que Ele [Jesus] podia solicitar do Pai para exaltação de Seu povo. Ia ser dado como agente de regeneração, sem o qual o sacrifício de Cristo de nenhum proveito teria sido. O poder do mal se estivera fortalecendo por séculos, e alarmante era a submissão dos homens a esse cativeiro satânico. Ao pecado só se poderia resistir e vencer por meio da poderosa atuação da terceira pessoa da Trindade, a qual viria, não com energia modificada, mas na plenitude do divino poder. O Espírito Santo é eficaz ajudador na restauração da imagem de Deus na alma humana.

VINDA DO REINO

Em Seus ensinos Cristo relacionava com a advertência de juízo o convite da graça. "O Filho do homem não veio", disse Ele, "para destruir as almas dos homens, mas para salvá-las." Luc. 9:56. "Porque Deus enviou o Seu Filho ao mundo não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por Ele." João 3:17. Sua misericordiosa missão, no que se refere à justiça e ao juízo divinos, é ilustrada pela parábola da figueira estéril. Cristo advertira os homens da vinda do Reino dos Céus, e censurara-lhes severamente a ignorância e indiferença. Os sinais no céu que prediziam o tempo, reconheciam rapidamente, mas os sinais do tempo que apontavam tão claramente Sua missão, não eram discernidos. O propósito de Deus para com Seu povo, e as gloriosas possibilidades que tinham perante si foram descritos nas belas palavras: "A fim de que se chamem árvores de justiça, plantação do Senhor, para que Ele seja glorificado." Isa. 61:3.

A ÚNICA SEGURANÇA

Busque cada um ao Senhor por si mesmo. A eternidade está diante de nós. Não possamos permitir que passe outro dia sem que tomemos nossa posição ao lado do Senhor. Não desempenharemos a parte que Deus nos designou nas cenas finais da história terrestre? É impossível dar uma idéia da experiência do povo de Deus que estará vivo na Terra quando se fundirem aflições decorridas e a glória celestial. Eles andarão na luz procedente do trono de Deus. Por intermédio dos anjos, haverá constante comunicação entre o Céu e a Terra. E Satanás, circundado por anjos maus e alegando ser Deus, realizará milagres de toda espécie, para enganar, se possível, os próprios escolhidos. Portanto,estudemos a Palavra do Senhor para discernir entre o engano e a Verdade.

TUA PALAVRA É LUZ

19 de out de 2011

A FÉ VEM PELAS PROMESSAS

De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela Palavra de Deus. (Romanos 10:17). As verdades da Palavra de Deus suprem a grande necessidade prática do homem - a conversão da alma pela fé. Estes grandes princípios não devem ser julgados puros nem santos demais para serem introduzidos na vida diária. São verdades que atingem o Céu e abrangem a eternidade, contudo sua influência vital deve ser entrelaçada com a experiência humana. Devem impregnar todas as coisas importantes e mínimas da vida. (Parábolas de Jesus, págs. 100 e 101). Quão longe estamos de representar o caráter de Cristo! Precisamos, porém, apropriar-nos de Seus méritos pela fé viva, e invocá-Lo como nosso Salvador. Ele morreu no Calvário para nos salvar. Cada um devia fazer disso uma ação individual entre Deus e seu caráter, como se fosse a única pessoa do mundo. Quando exercemos fé pessoal, nosso coração não será frio como uma cunha de ferro; estaremos aptos a compreender o que quis dizer o salmista quando escreveu: "Bem-aventurado aquele. cujo pecado é coberto." (Salmos 32:10). (Review and Herald, 12 de março de 1889). Deus nos convida a verificar por nós mesmos a veracidade de Sua Palavra, a fidelidade de Suas promessas. Ele nos convida: "Provai e vede que o Senhor é bom."( Salmos 34:8) . Em lugar de confiar nas palavras de outros, devemos provar por nós mesmos.

VENCENDO A CADA DIA

É difícil vencer as más tendências da humanidade. As batalhas são exaustivas. Cada indivíduo em luta sabe quão árduos e amargos são estes embates. Tudo que se refere ao crescimento em graça é dificultado, porque as normas e princípios do mundo estão constantemente se interpondo entre a pessoa e a santa norma de Deus. O Senhor nos poderia elevar, enobrecer e purificar levando a efeito os princípios que reforçam Seu grande padrão moral, que provará todo o caráter no grande dia da final prestação de contas. (Review and Herald, 16 de dezembro de 1884). Precisamos obter vitória sobre o eu, crucificar a simulação e a luxúria; e a seguir iniciar a união com Cristo.Depois de estabelecida, deve essa união ser mantida por um esforço contínuo, fervoroso e atento. Todo cristão precisa manter-se constantemente em guarda, vigiando todas as avenidas da alma, pelas quais Satanás poderia ter acesso. Deve orar por auxílio divino e, ao mesmo tempo, resistir resolutamente toda inclinação para o pecado. Mediante a coragem, fé e luta perseverante, ele pode vencer. Deve, porém, lembrar-se que, para obter a vitória, Cristo deve permanecer nele e ele em Cristo. É somente pela união pessoal com Cristo, pela comunhão com Ele todo o dia e toda a hora, que podemos produzir frutos do Espírito Santo. (Testimonies, vol. 5, págs. 47 e 48).

APERFEIÇOAR NOSSO CARÁTER

Mediante o arrependimento, a fé e as boas obras, podemos aperfeiçoar um caráter justo e reivindicar, pelos méritos de Cristo, os privilégios dos filhos de Deus. Os princípios da verdade divina, recebidos e acariciados no coração, levar-nos-ão a uma altura de excelência moral que não haveríamos imaginado possível atingirmos. "E qualquer que nEle tem esta esperança purifica-se a si mesmo, como também Ele é puro." I João 3:3. A santidade de coração e pureza de vida, eis os grandes objetivos dos ensinos de Cristo. Em Seu sermão do monte, depois de especificar o que precisa ser feito a fim de ser bem-aventurado, e o que é preciso não fazer, diz: "Sede vós, pois, perfeitos, como é perfeito o vosso Pai, que está nos Céus." Mat. 5:48. A perfeição, a santidade - nada menos que isso lhes daria êxito no sustentar os princípios que lhes dera. Sem essa santidade, o coração humano é egoísta, pecaminoso e depravado. A santidade levará seu possuidor a dar frutos, e ser rico em toda boa obra. Ele nunca se cansará de fazer o bem; tão pouco terá em vista a promoção neste mundo; visará a ser promovido pela Majestade do Céu quando Ele exaltar a Seu trono Seus santificados e santos. A santidade de coração produzirá retas ações.Como Deus é puro em Sua esfera, assim o homem deve ser na sua. E será puro, se Cristo, a esperança da glória, habitar no interior; pois ele imitará a vida de Cristo e refletirá Seu caráter. A principesca dignidade do caráter cristão resplandecerá como o Sol, e os raios luminosos irradiados da face de Cristo se refletirão nos que se purificaram a si mesmos assim como Ele é puro.A pureza de coração levará à pureza da vida.

15 de out de 2011

AGORA É O TEMPO DE PREGAR

Deveremos esperar até que se cumpram as profecias do fim, antes de dizermos alguma coisa a seu respeito? Que valor terão nossas palavras então? Deveremos esperar até que os juízos de Deus caiam sobre os transgressores antes que lhe digamos como evitá-los? Que é de nossa fé na Palavra de Deus? Teremos que ver as coisas preditas se realizarem, antes que acreditemos o que Ele diz? Em raios claros e distintos tem-nos vindo iluminação, mostrando-nos que o grande dia do Senhor está bem perto, "próximo, às portas". Leiamos e compreendamos antes de ser tarde demais.” ( Testemunhos Seletos Vol. 3 pág. 289). Este texto do Livro Testemunhos Seletos, da escritora e serva de Deus Ellen White, nos convida a uma reflexão sobre nosso papel como cristãos que dizemos que somos... Como conhecedores de verdades ainda não populares de promessas de Deus em Sua Palavra com relação aos acontecimentos futuros da história da Terra,precisamos começar a abrir nossas bocas e pregar a volta de Cristo. Pregar no tempo, e fora de tempo...em quaisquer circunstancias.Ainda tem centenas de filhos e filhas de Deus sinceros,em todas as denominações e também até sem professar uma religião, que pela ignorância, ainda não conhecem a verdadeira vontade de Deus para nossas vidas! Como conhecerão, se não há quem pregue? Cabe a nós, levantarmos dessa aparente condição de estabilidade,paz e segurança, e começarmos o trabalho ao qual Deus nos propôs,ao nos revelar tantas coisas preciosas para usarmos em prol dos nosso próximo e em seu auxílio!

14 de out de 2011

FIXA TEUS OLHOS NO MESTRE...

Desvia os olhos das imperfeições dos outros e fixa-os firmemente em Cristo. Com o coração contrito, estuda Sua vida e caráter. Precisas não somente ser mais esclarecido, mas vivificado, para que possas ver o banquete que se acha diante de ti e comer e beber a carne e o sangue do Filho de Deus, que é Sua Palavra. Provando a boa Palavra da Vida, alimentando-te com o Pão da Vida, poderás ver as virtudes do mundo vindouro e ser de novo criado em Cristo Jesus. Se receberes Suas dádivas, serás renovado em santidade, e Sua graça produzirá fruto em ti para a glória de Deus. O Espírito Santo revela Cristo à mente, e a fé apodera-se dessa pessoa. Se aceitares a Cristo como teu Salvador pessoal, conhecerás por experiência própria o valor do grande sacrifício efetuado em teu favor sobre a cruz do Calvário. O Espírito de Cristo, operando no coração, molda-o à Sua imagem; pois Cristo é o modelo com base no qual trabalha o Espírito. Pelo ministério de Sua Palavra, por Suas providências, por Sua atuação no íntimo, Deus imprime a semelhança de Cristo na alma. Possuir a Cristo é teu primeiro trabalho, e teu trabalho seguinte é revelá-Lo como Alguém que pode salvar totalmente todos os que se chegam a Ele.( Manuscrito 10, 1897).

CORAÇÃO AGRADECIDO

"Dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo". Efésios. 5:20. O Senhor Se agradaria de que fizéssemos um esforço para esquecermos de nós mesmos. Começemos a dar graças ao Senhor por nosso lar e nossas aprazíveis cercanias, bem como pelas muitas bênçãos temporais que Ele nos concede. Dando agradecimentos ao Senhor por Sua bondade, podemos fazer algo para Aquele que tudo fez por nós. Contemplemos as profundezas da compaixão que o Salvador sentiu por nós. Ele deu Sua vida por nós, sofrendo a cruel morte da cruz. Não podemos louvar ao Senhor por isso? Se escondermos nossa vida em Cristo, Ele nos receberá.Se demonstrarmos que temos uma fé operante, procurando exercer diariamente nossa força de vontade, nossas faculdades se fortalecerão. Procuraremos por-nos em atividade e ser jubilosos de espírito? Coloquemos nossa confiança em Jesus. Tenhamos fé nEle, e sejamos submissos em Suas mãos. Receberemos grande bênção por efetuar uma modificação em nossos hábitos.

ALIMENTA-TE DA VERDADE

Confia no Senhor, e faze o bem; habita na Terra e alimenta-te da verdade. Sal. 37:3. "Confia no Senhor." Cada dia tem seus encargos, seus cuidados e perplexidades; e quando nos encontramos, quão propensos somos a falar de nossas dificuldades e provações! Introduzem-se tantas perturbações emprestadas, condescende-se com tantos temores, manifesta-se tal peso de ansiedade, que quase se pode supor que não temos um Salvador compassivo e amoroso, pronto a ouvir todas as nossas petições e a ser para nós um socorro bem presente em todos os momentos de necessidade. Alguns estão sempre temendo e inventando aflições. Cada dia estão rodeados pelos indícios do amor de Deus, cada dia desfrutam as generosidades de Sua providência; mas passam por alto essas bênçãos atuais. Seu espírito demora-se continuamente em algo desagradável que receiam possa ocorrer; ou talvez exista realmente alguma dificuldade, a qual, embora pequena, cega-lhes os olhos às muitas coisas que requerem gratidão. As dificuldades que enfrentam, em vez de impeli-los para Deus, a única fonte de auxílio, os separam dEle, por suscitarem inquietação e descontentamento. Podemos estar perplexos nos negócios; nossas perspectivas podem tornar-se cada vez mais sombrias, e podemos estar ameaçados de sofrer perdas. Mas não fiquemos desalentados; lancemos nossa ansiedade sobre Deus e permaneçamos calmos e animados. Comecemos cada dia com oração fervorosa, não deixando de oferecer louvor e ações de graça. Peçamos sabedoria para gerir nossos negócios com discrição, evitando assim perdas e reveses. Façamos tudo o que estiver ao nosso alcance para ocasionar resultados favoráveis. Jesus prometeu auxílio divino, mas não à parte dos esforços humanos.

12 de out de 2011

TODO PASSO DO CAMINHO

Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus. Efésios. 2:8. Nem sequer podemos produzir fé por nós mesmos. "É dom de Deus." Toda a nossa salvação advém do dom de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Como me sinto contente! Ela provém de tal fonte que não podemos ter dúvidas a seu respeito. E Ele é "o Autor" - será que termina aí? Será que termina aí? "O Autor e Consumador da fé." Heb. 12:2. Graças a Deus! Ele nos assiste em todo passo do caminho até o fim, se estamos dispostos a ser salvos da maneira designada por Cristo, mediante a obediência a Seus requisitos. "Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus." Efésios. 2:8. "Desenvolvei a vossa salvação com temor e tremor." Que significa isso? É uma contradição? Vejamos o que diz a parte final. "Desenvolvei a vossa salvação com temor e tremor; porque Deus é quem efetua em vós tanto o querer como o realizar, segundo a Sua boa vontade." (Filipenses. 2:12 e 13). Louvado seja Deus! Agora quem ficará desalentado? Quem irá desfalecer? Não compete a nós, fracos e débeis mortais, efetuar nossa própria salvação à nossa maneira. É Cristo quem opera em vós. E este é o privilégio de todo filho e filha de Adão. Mas temos de trabalhar. Não devemos ficar ociosos. Somos colocados aqui neste mundo para trabalhar. Não somos colocados aqui para cruzar os braços. Cristo ensinava a verdade porque Ele era a verdade. Seu próprio pensamento, Seu caráter, a experiência de Sua vida estavam incorporados em Seu ensino. O mesmo acontece com Seus servos: os que querem ensinar a Palavra devem torná-la sua própria por experiência pessoal. Precisam saber o que significa fazer com que Cristo Se torne para eles sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção.

11 de out de 2011

ADORAR A QUEM?

A música não figura entre os eventos escatológicos. No entanto, ao verificarmos as mudanças pelas quais a igreja de Deus passa atualmente, ficamos alertas quanto ao papel que a música desempenhará nos acontecimentos finais da história dessa terra.Cada dia mais se louva a Deus com músicas de nossa preferência ou gosto, ou seja, queremos louvar a Deus,mas com músicas do nosso estilo, músicas adaptadas e combinando com o nosso modo de pensar, de viver.Afinal, a música de louvor é ou não para agradar a Deus? Na igreja, a música está intimamente ligada ao culto. É o veículo pelo qual se expressa o sentimento na adoração. Canta-se para louvar a Deus como Criador e Redentor. Para fortalecer a fé, para comunicar esperança ao cansado e oprimido. Em certo sentido, na cultura ocidental, é o elemento que dá beleza e significado ao culto. “É através da música que os nossos louvores se erguem Àquele que é a personificação da pureza e harmonia.” Lúcifer desejou ser igual a Deus. Cobiçou as honras e as glórias devidas somente ao Criador (Isaias 14:13-14). Sua concupiscência o leva a ser expulso do céu acompanhado da terça parte dos anjos que aderiram suas idéias (Ap. 12:3-4 e 7-9). Estabelece nessa terra seu quartel general estabelecendo aqui um sistema de culto e adoração a si mesmo. “...Ai da terra e do mar, pois o diabo desceu até vós, cheio de grande cólera, sabendo que pouco tempo lhe resta.” (Ap. 12:12). No monte da tentação revelou sua sede por adoração, oferecendo a Jesus os reinos desse mundo em troca da adoração (Mt.4:9). Pelos séculos, o grande conflito cósmico criado por Lúcifer contra Deus tem como centro: Quem será adorado? Quem será reconhecido? Este poder antagônico não suporta pessoas que se atrevem a adorar a Deus. Faz o que pode para destruir a beleza e a santidade do verdadeiro culto. Infiltra-se. Influencia pessoas receptivas. Atrapalha. Desvirtua como pode transformando em maldição aquilo que seria uma bênção. Sobretudo na música, pela relevância que ocupa na forma como se adora no mundo ocidental. “Satanás opera entre a algazarra e a confusão de tal música, a qual, devidamente dirigida, seria um louvor e glória para Deus. Ele torna seu efeito qual venenoso aguilhão da serpente.”

PARA O NOSSO ENSINO

"Pois tudo quanto, outrora, foi escrito para o nosso ensino,foi escrito, a fim de que, pela paciência e pela consolação das Escrituras, tenhamos esperança". Rom. 15:4. As vidas relatadas na Bíblia são histórias autênticas de pessoas reais. Desde Adão, passando pelas sucessivas gerações, até ao tempo dos apóstolos, temos uma narração clara, ao natural, do que realmente ocorreu, e a genuína experiência de personagens verídicos. É caso de admiração para muitos que a história inspirada relatasse na vida de homens bons, fatos que lhes maculam o caráter moral. Os escritores inspirados não testificam de falsidades, para impedir que as páginas da história sagrada sejam obscurecidas pelo registro das fragilidades e faltas humanas. É uma das melhores provas da autenticidade das Escrituras, o não ser a verdade apresentada com paliativos, nem os pecados de seus principais personagens suprimidos.Quantas biografias se têm escrito de corretos cristãos, que, em sua vida comum no lar, em suas relações com a igreja brilharam como exemplos de imaculada piedade! Todavia, houvesse-lhes a pena da Inspiração escrito a história, e quão diversos pareceriam eles! Ter-se-iam revelado fraquezas humanas, lutas com o egoísmo, hipocrisia e orgulho, talvez pecados ocultos, e a luta contínua entre o espírito e a carne. Houvesse nossa boa Bíblia sido escrita por pessoas não inspiradas, e apresentaria bem diverso aspecto, e seria um estudo desalentador para os errantes mortais, os quais estão a contender com as fragilidades naturais e as tentações de um inimigo astuto. Tal como é, no entanto, temos relatório fiel das experiências religiosas de notáveis personagens da história bíblica. Os homens favorecidos por Deus, e a quem confiou grandes responsabilidades, foram por vezes vencidos pela tentação e cometeram pecados, mesmo como nós da época presente lutamos, vacilamos e caímos freqüentemente em erro. É, porém, animador para nosso coração desfalecido saber que, mediante a graça de Deus, eles puderam obter novo vigor para se erguer outra vez acima de sua má natureza; e, lembrando-nos disso estamos prontos a renovar o conflito por nossa vez.(Test.Seletos, vol. 1, págs. 435-437).

PÉROLAS

O temor do Senhor é o princípio da sabedoria." Prov. 9:10. Mediante o Seu conhecimento é-nos dado "tudo o que diz respeito à vida e piedade". II Pedro1:3.** "E a vida eterna é esta", disse Jesus, "que Te conheçam a Ti só por único Deus verdadeiro e a Jesus Cristo, a quem enviaste." João 17:3.** "Assim diz o Senhor: Não se glorie o sábio na sua sabedoria, Nem se glorie o forte na sua força; Não se glorie o rico nas suas riquezas. Mas o que se gloriar glorie-se nisto: Em Me conhecer e saber que Eu sou o Senhor, Que faço beneficência, juízo e justiça na Terra; Porque destas coisas Me agrado, diz o Senhor." Jer. 9:23 e 24.*** Precisamos estudar as revelações que Deus tem feito de Si mesmo. "Ora, toma conhecimento com Ele,E terás paz: E assim te alcançará o bem. Ora, recebe da Sua boca a lei: E mete as Suas palavras no teu coração. E o Todo-poderoso Se fará teus tesouros. "Porque então te deleitarás no Todo-poderoso; E levantarás o teu rosto para Deus: Tu Lhe rogarás, e Ele te ouvirá, E pagarás os teus votos. E decretarás um negócio,E cumprir-se-á; E sobre os teus caminhos resplandecerá a luz. Quando te abaterem, então tu dirás: Haja exaltação! E Deus salvará o humilde." Jó 22:21-29.*** "Suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o Seu eterno poder como a Sua divindade, se entendem e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas." Rom. 1:20.****

10 de out de 2011

O PODER TRANSFORMADOR DO EVANGELHO

O evangelho trata com indivíduos. Cada ser humano tem uma alma a ser salva ou a perder. Cada qual tem uma individualidade separada e distinta de todas as outras. Cada um tem de estar convencido por si mesmo, e convertido por si mesmo. Tem de receber a verdade, arrepender-se, e obedecer por si mesmo. Tem de exercer sua vontade por si próprio. Ninguém pode fazer esta obra por procuração. Ninguém pode submergir sua individualidade na de outro. Cada qual tem de, por sua própria ação, render-se a Deus e ao ministério da piedade. É plano do Senhor que haja unidade na diversidade. Não existe um homem que possa servir de critério a todos os outros homens. Nossos vários encargos são proporcionados a nossas várias capacidades. Deus dotou os homens de diferentes graus de capacidade e então os coloca onde possam fazer a obra para a qual se acham habilitados. Por que precisamos de um Mateus, um Marcos, um Lucas, um João, um Paulo e todos esses outros autores que apresentaram seu testemunho acerca da vida do Salvador durante Seu ministério terrestre? Por que não poderia um dos discípulos ter escrito um relatório completo, dando-nos assim um ordenado registro da vida e obra de Cristo? Os evangelhos diferem, todavia neles o registro se une num todo harmonioso. Um autor apresenta pontos que outro não apresenta. Se esses pontos são essenciais, por que não os mencionam todos os autores? É porque a mente dos homens difere e não compreendem as coisas exatamente da mesma maneira. Algumas verdades apelam muito mais fortemente ao espírito de uma classe de pessoas do que a outros; alguns pontos se representam muito mais importantes a alguns do que a outros. O Senhor não deseja que nossa individualidade seja destruída; não é Seu desígnio que quaisquer duas pessoas sejam exatamente iguais nos gostos e disposições. Todos têm características que lhe são particulares, e estas não se devem destruir, mas educar, moldar, afeiçoar segundo a semelhança de Cristo. O Senhor dirige as aptidões e capacidades naturais em sentido proveitoso. No aperfeiçoamento das faculdades dadas por Deus, o talento e a capacidade se desenvolvem se o instrumento humano reconhecer o fato de que todas as suas faculdades são dom de Deus, para serem empregadas, não para fins egoístas mas para glória de Deus e bem de nossos semelhantes.

HONESTIDADE É ESSENCIAL

O único objetivo a ser conservado em mente é que sois reformadores, não fanáticos. Ao tratardes com descrentes, não demonstreis um espírito mesquinho, porque se vos detiverdes lutando por uma quantia pequenina, no fim perdereis muito mais. Eles dirão: "Aquele homem é trapaceiro; ele vos logrará, se conseguir fazê-lo; portanto, cuidado quando tiverdes de realizar qualquer negócio com ele." Mas se em um negócio, uma insignificância em vosso favor for posta em benefício de alguém, esse alguém trabalhará convosco segundo o mesmo plano generoso. Mesquinhez gera mesquinhez; avareza gera avareza. Os que seguem esse procedimento não vêem quão desprezível ele se afigura aos outros, especialmente aos que não são de nossa fé; e a preciosa causa da verdade traz a marca deste defeito. (Evangelismo, págs. 90 e 91). Em todos os nossos negócios, onde quer que estejamos, devemos ser perfeitamente leais. Não podemos expor-nos ao risco de quebrantar um dos mandamentos de Deus por amor do ganho secular. Quem somos nós? Cristo disse aos discípulos: "Vós sois o sal da Terra; ora, se o sal vier a ser insípido, como lhe restaurar o sabor? Para nada mais presta senão para, lançado fora, ser pisado pelos homens." Mateus. 5:13. (Manuscrito 50, 1904). Em todos os pormenores da vida devem ser mantidos os mais estritos princípios de honestidade. Não são estes os princípios que governam o mundo, pois Satanás - o enganador, mentiroso e opressor - é o patrão, e seus súditos o seguem e executam seus propósitos. Os cristãos, porém, servem sob um Senhor diferente, e seus atos têm de ser efetuados segundo Deus, independentemente de todo o ganho egoísta. O desvio da perfeita honestidade nos negócios pode, na estima de alguns, ser coisa de pouca importância, mas não a considerava assim o nosso Salvador. Suas palavras, nesta questão, são claras e explícitas: "Quem é fiel no pouco também é fiel no muito." Lucas. 16:10. O homem que assim engana o próximo, em pequena escala, enganará em escala maior se a tentação lhe vier. Uma falsa representação em questões de pouco valor, tanto é desonestidade à vista de Deus como a falsidade em assuntos de maior importância. No mundo cristão de hoje é praticada a fraude em medida pavorosa. O povo de Deus, observador dos mandamentos, deve mostrar que está acima de todas essas coisas. As práticas desonestas que mancham o trato dos homens com os seus companheiros, não devem jamais ser praticadas por alguém que professe crer na verdade presente. O povo de Deus causa à verdade grave prejuízo pelo menor desvio da integridade. Um homem pode não ter um exterior agradável, pode ser deficiente em muitos aspectos, mas se tem a reputação de ser honesto, íntegro, ele será respeitado. A inflexível integridade cobre muitos traços de caráter objetáveis. O homem que perseverantemente pratique a verdade, ganhará a confiança de todos. Não só confiarão nele os irmãos na fé, mas os descrentes serão constrangidos a reconhecê-lo como homem de honra. (Carta 3, 1878).

9 de out de 2011

O MESMO CRISTO DA BÍBLIA

O poder de Cristo, o Salvador crucificado, para conceder a vida eterna, deve ser apresentado ao povo. Devemos demonstrar-lhes que o Antigo Testamento é tão certamente o evangelho em sombras e figuras, como o é o Novo em seu poder revelado. O Novo Testamento não apresenta uma religião nova; o Antigo Testamento não apresenta uma religião que deva ser substituída pelo Novo. O Novo Testamento é apenas a seqüência e revelação do Antigo. Abel cria em Cristo, e foi tão certamente salvo pelo Seu poder, quanto o foram Pedro e Paulo. Enoque foi tão certamente representante de Cristo quanto o amado discípulo João. Andou Enoque com Deus, e não se viu mais, porquanto Deus para Si o tomou. A ele foi confiada a mensagem da segunda vinda de Cristo. "Destes profetizou também Enoque, o sétimo depois de Adão, dizendo: Eis que é vindo o Senhor com milhares de Seus santos." Jud. 14. A mensagem pregada por Enoque e sua trasladação para o Céu, foram um argumento convincente para todos quantos viviam em seu tempo; foram um argumento que Matusalém e Noé puderam usar com autoridade para demonstrar que os justos podiam ser trasladados. O Deus que andou com Enoque foi o nosso Deus e Salvador Jesus Cristo. Era a luz do mundo como o é agora. Os que então viviam não estavam sem mestres que os instruíssem na senda da vida; porque Noé e Enoque eram cristãos. Em Levítico, o evangelho é apresentado em preceitos. Obediência implícita é exigida agora como então. Como é necessário que compreendamos a importância desta palavra!

UMA FONTE DE VIDA

Mas aquele que beber da água que Eu lhe der nunca terá sede, porque a água que Eu lhe der se fará nele uma fonte de água a jorrar para a vida eterna. João 4:14. Muitos estão sofrendo muito mais de enfermidades da alma do que de doenças físicas, e não encontrarão alívio algum até que vão a Cristo, a fonte da vida. ... Cristo é o Poderoso Médico da alma enferma pelo pecado. (CONSELHOS SOBRE SAUDE Pg. 502.). Se nos entregamos a Jesus em nada temos que nos segurar. A graça perpétua em mananciais sempre fluentes está abençoando aqueles que, sedentos, se chegam a Ele e bebam. Aquele que busca matar a sede nas fontes deste mundo, beberá apenas para tornar a ter sede. Por toda parte estão os homens descontentes. Anseiam qualquer coisa que lhes supra a necessidade da alma. Unicamente Um lhes pode satisfazer essa necessidade. O que o mundo necessita é "o Desejado de todas as nações", é Cristo. A divina graça que só Ele pode comunicar, é uma água viva, purificadora, refrigerante e revigoradora da alma. Falharão todo recurso e dependência humanos. As cisternas esvaziar-se-ão, os poços se hão de secar; nosso Redentor, porém, é uma fonte inesgotável. Podemos beber, e beber mais, e sempre encontraremos novo abastecimento. Aquele em quem Cristo habita, tem em si mesmo a fonte da bênção - "uma fonte de água a jorrar para a vida eterna". João 4:14. Dessa fonte poderá tirar forças e graça suficientes para todas as suas necessidades.

BREVIDADE DO TEMPO

Vivemos num século mau. ... Por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos está esfriando. Enoque andou com Deus trezentos anos. Agora a brevidade do tempo está sendo apresentada com insistência como motivo para buscar a justiça. Será necessário que os terrores do dia de Deus sejam mantidos diante de nós a fim de compelir-nos à ação correta? O caso de Enoque está perante nós. Ele andou com Deus centenas de anos. Viveu numa época corrupta, quando a poluição moral proliferava por toda parte ao seu redor; ele, no entanto, acostumou a mente à devoção, a amar a pureza. Sua conversação era sobre coisas celestiais. Ele educou a mente neste sentido, e levava o cunho divino. Sua fisionomia estava radiante da luz que resplandece na face de Jesus. Enoque tinha tentações assim como nós. Estava rodeado de uma sociedade não mais favorável à justiça do que aquela que nos rodeia. A atmosfera respirada por ele estava contaminada de pecado e corrupção, do mesmo modo que a nossa; ele levou, no entanto, uma vida de santidade. Não ficou maculado pelos pecados predominantes na época em que viveu. Assim também nós podemos permanecer puros e íntegros. Ele era uma figura dos santos que vivem no meio dos perigos e corrupções dos últimos dias. Foi trasladado por sua fiel obediência a Deus. Assim, também, os fiéis, que ficarem vivos, serão trasladados. Testimonies, vol. 2, págs. 121 e 122. "Bem-aventurados os limpos de coração, porque verão a Deus". Mat. 5:8. Durante trezentos anos Enoque estivera procurando pureza de coração, para que pudesse estar em harmonia com o Céu. Durante três séculos andara com Deus. Dia após dia almejara uma união mais íntima; cada vez mais estreita se tornara a comunhão até que Deus o tomou para Si. Estivera no limiar do mundo eterno, havendo apenas um passo entre ele e o país da bem-aventurança; e, agora, abriram-se os portais; o andar com Deus, durante tanto tempo praticado em Terra, continuou, e ele passou pelas portas da santa cidade - o primeiro dentre os homens a entrar ali. ... Deus nos está chamando para tal comunhão. Como era a de Enoque, deve ser a santidade de caráter dos que serão remidos dentre os homens por ocasião da segunda vinda do Senhor.

8 de out de 2011

PROMESSAS...

RAZÕES PARA GUARDAR O SÁBADO

VERDADEIRA NORMA DE CARÁTER

"És inescusável quando julgas, ó homem, quem quer que sejas, porque te condenas a ti mesmo naquilo em que julgas a outro; pois tu, que julgas, fazes o mesmo." Rom. 2:1. Portanto aqueles que condenam ou criticam a outros, proclamam-se eles próprios culpados; pois fazem a mesma coisa. Ao condenarem outros, estão sentenciando-se a si mesmos; e Deus declara justa esta sentença. Ele aceita o veredicto deles próprios contra si. Pés desajeitados, calcando a lama, Esmagam flores, impiedosamente; Com mãos cruéis trespassamos O coração sensível de um amigo. "Por que reparas tu no argueiro que está no olho do teu irmão?" Mat. 7:3. Nem mesmo a sentença "Tu, que julgas, fazes o mesmo" (Rom. 2:1), alcança a magnitude do pecado daquele que presume criticar e condenar a seu irmão. Jesus disse: "Por que reparas tu no argueiro que está no olho de teu irmão e não vês a trave que está no teu olho?" Mat. 7:3. Suas palavras se aplicam à pessoa que é pronta em discernir um defeito nos outros. Quando pensa que descobriu uma imperfeição no caráter ou na vida, é extremamente zelosa em buscar apontá-la; mas Jesus declara que o próprio traço de caráter desenvolvido pelo fazer esta obra anticristã é, em comparação com a falta criticada, como uma trave em comparação com um argueiro. É a própria falta do espírito de paciência e amor que o leva a fazer um mundo de um simples átomo. Aqueles que nunca experimentaram a contrição de uma completa entrega a Cristo, não manifestam em sua vida a suavizadora influência do amor do Salvador. Representam mal o brando, cortês espírito do evangelho, e ferem almas preciosas, por quem Cristo morreu. Segundo a figura empregada por nosso Salvador, aquele que condescende com o espírito de censura é culpado de um pecado maior do que aquele a quem acusa; pois não somente comete o mesmo pecado, como acrescenta ao mesmo presunção e espírito de crítica. Cristo é a única verdadeira norma de caráter, e aquele que se põe como padrão para os outros, está-se colocando no lugar de Cristo. E visto haver o Pai dado "ao Filho todo o juízo" (João 5:22), quem quer que presuma julgar os motivos dos outros está outra vez usurpando a prerrogativa do Filho de Deus. Esses supostos juízes e críticos estão-se colocando do lado do Anticristo, "o qual se opõe e se levanta contra tudo o que se chama Deus ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus". II Tess. 2:4.

VIVENDO DE APARÊNCIAS

O pecado que conduz aos mais infelizes resultados, é o espírito frio, crítico, irreconciliável que caracteriza o farisaísmo. Quando a experiência religiosa é destituída de amor, aí não Se encontra Jesus; aí não está a luz de Sua presença. Nenhuma atarefada atividade ou zelo sem Cristo pode suprir a falta. Haverá talvez uma admirável percepção para descobrir os defeitos dos outros mas a todos quantos condescendem com esse espírito, Jesus diz: "Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho e, então, cuidarás em tirar o argueiro do olho do teu irmão." Mat. 7:5. Aquele que é culpado de erro, é o primeiro a suspeitar do erro. Condenando o outro, está ele procurando ocultar ou desculpar o mal do próprio coração. Foi por meio do pecado que os homens adquiriram o conhecimento do mal; tão depressa havia o primeiro par pecado, começaram a se acusar um ao outro e é isto que a natureza humana inevitavelmente fará, quando não se ache controlada pela graça de Cristo. Quando os homens condescendem com esse espírito acusador, não se satisfazem com apontar o que julgam um defeito em seu irmão. Se falham os meios brandos para levá-lo a fazer o que julgam que deve ser feito, recorrem à força. Até onde estiver ao seu alcance, obrigarão os homens a satisfazer suas idéias do que é direito. Foi isso que fizeram nos dias de Cristo, e é o que OS QUE SE DIZEM CRISTÃOS tem feito desde então, uma vez que haja perdido a graça de Cristo.

7 de out de 2011

SEMELHANTE AO FERMENTO

O reino dos Céus é semelhante ao fermento que uma mulher toma e coloca em três medidas de farinha, até que tudo esteja levedado - Mateus. 13:33. Na parábola do Salvador, o fermento é usado para representar o reino de Deus. Ilustra o poder vivificante e assimilador da graça de Deus. A graça de Deus precisa ser recebida pelo pecador antes de ele ser tornado apto para o reino da glória. Toda cultura e educação que o mundo pode oferecer, fracassarão em fazer de um degradado filho do pecado, um filho do Céu. A energia renovadora precisa vir de Deus. Como o fermento, misturado à farinha, opera do interior para o exterior, assim é pela renovação do coração, que a graça de Deus atua para transformar a nossa vida. O fermento oculto na farinha atua invisivelmente para submeter toda a massa a seu processo levedante; assim o fermento da verdade opera secreta, silente e persistentemente para transformar a pessoa. As inclinações naturais são abrandadas e subjugadas. São implantadas novas idéias, novos sentimentos, novos motivos... Uma nova norma de caráter é proposta - a vida de Cristo. A mente é mudada; as faculdades são estimuladas à ação em novas esferas. A consciência é despertada. O coração daquele que recebe a graça de Deus, transborda de amor a Deus e àqueles por quem Cristo morreu. O eu não luta por nenhum reconhecimento... É bondoso e ponderado, humilde no conceito próprio; contudo é cheio de esperança, sempre confiante na graça e no amor de Deus.

6 de out de 2011

PENSAMENTOS

“Dar o exemplo não é a melhor maneira de influenciar os outros. É a única.” (Albert Schweitzer); ** “Não quero crer em Deus. Assim, escolho crer no que sei ser cientificamente impossível: A evolução.” ( George Wald, prêmio Nobel, Harvard); ** “A razão de nos lançarmos sobre a Origem das Espécies é que a ideia de Deus interfere com nossos hábitos sexuais.” (Julian Huxley, Unesco);** “Para os crentes Deus está no princípio das coisas. Para os cientistas no final de toda a reflexão.” (*Max Planc); ** “Que os homens aprendam pelo menos qual a fé que rejeitam antes de rejeitá-la.” (Blaise Pascal); **“A fé não subsiste em simples oposição à dúvida, mas continua embutida na dúvida até o final. Elas coexistem.” (John Caputo); ** “O macaco é um animal demasiado simpático para que o homem descenda dele.” (Friedrich Nietzsche); ** “Deus não despede ninguém vazio, exceto aqueles que estão cheios de si mesmos.” ( Dwight Moody );** “O propósito da vida é viver uma vida de propósito.” ( Richard Leider); ** “Fé não é acreditar sem provas, é confiar sem reservas — confiança em um Deus que Se mostrou digno dessa confiança.” (Michael Green);** ““Há um vazio no formato de Deus no coração de todo homem.” (Blaise Pascal);**

VAMOS SAIR DE CIMA DO MURO

"Senhor Indeciso" era um homem que sempre acreditou que alcançar o Paraíso era ficar em cima do muro, afinal, não tomar partido era a melhor forma de enfrentar a vida de forma tranqüila e segura. Um dia teve um sonho.Ele que passou a sua vida sem se posicionar, se deparou com uma situação de escolha. Encontrava-se em cima de um muro. De um lado do muro, estavam as forças celestiais, anjos santos, gritando: - Pula para este lado, aqui é o Paraíso, você sempre procurou por isto! Do outro lado, era o inferno, sem platéia. Apenas o diabo... olhando a situação de braços cruzados, calmo. Até que um filósofo, que assistia à tudo, pergunta ao diabo: - E você? Não vai pedir para ele pular para o seu lado? E o diabo disse: - Não há necessidade, quem está "em cima do muro", já esta do meu lado, porque o muro é meu.

"Não deixem isso acontecer!"

"Não deixem isso acontecer!"

WRAP SAUDÁVEL

Ingredientes: Pão folha tipo wrap ou pão árabe,200gr de palmito picado, cebola,50gr de azeitonas picadas,meia cenoura ralada,1 colher de sopa de requeijão light ou cream chease, 2 colheres de sopa de milho verde,1 colher de sopa de salsinha, orégano, azeite de oliva, tomate seco picado e folhas de alface americano. Modo de preparo: Refogue os ingredientes, menos o cream chease e a alface. Passe no pão árabe ou wrap o cream chease e coloque o recheio.Enrole e leve ao forno.

ARREPENDIMENTO E CERTEZA DE PERDÃO

O apóstolo Paulo descreve o fruto que o cristão deve produzir. Diz ele que "está em toda bondade, e justiça e verdade". Efés. 5:9. E outra vez: "O fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio." Gál. 5:22 e 23. Estas preciosas graças são apenas os princípios da lei de Deus, demonstrados na vida. A lei de Deus é a única norma verdadeira de perfeição moral. Essa lei foi praticamente exemplificada na vida de Cristo. Ele diz de Si mesmo: "Tenho guardado os mandamentos de Meu Pai." João 15:10. Nada menos que esta obediência satisfará às exigências da Palavra de Deus. "Aquele que diz que está nEle também deve andar como Ele andou." I João 2:6. Nós não podemos alegar que somos impotentes para fazer isso, porque temos a afirmativa: "A Minha graça te basta." II Cor. 12:9. Ao olharmos no espelho divino - a lei de Deus - vemos a excessiva malignidade do pecado e nossa própria condição de perdidos, como transgressores. Mas, pelo arrependimento e fé, somos justificados perante Deus, e, mediante a graça divina, habilitados a prestar obediência aos Seus mandamentos.

"EM CIMA DO MURO"

Não é coisa insignificante ser cristão, de propriedade divina e por Deus aprovado. Alguns entre nós que se dizem cristãos e que dizem crer na verdade bíblica vivem em um conflito: entre viver de acordo com aquilo que creem e viver como as pessoas esperam que vivam, e o padrão determinado como sendo o usual ou "como todo mundo vive". Não se posicionam quanto àquilo que falam ou professam...Mas a Bíblia nos alerta: "Pelos seus frutos os conhecereis". Alguns de nós se entretêm em conversação vã e piadinhas de mal gosto e outros, dão lugar às imposições do Eu. Não devemos esperar agradar a nós mesmos, viver e agir como o mundo, ter seus prazeres, desfrutar a companhia dos que são do mundo, e ainda assim reinarmos um dia com Cristo,não? Queridos, devemos saber que Deus é Santo,e não há comunhão entre a santidade e o pecado...Não podemos ser impuros e contemplarmos o puro.Não há como pecado e santidade andarem juntos...água e óleo, luz e escuridão.Não há meio termo, ficarmos "em cima do muro" é decidirmos pelo lado contrário ao do Criador.

5 de out de 2011

IDÉIAS PRÉ- CONCEBIDAS

Ao estudar a Palavra de Deus, a Bíblia, deixe do lado de fora da pesquisa suas opiniões pré concebidas e suas idéias herdadas e cultivadas.Você nunca vai chegar à verdade se estudar as Escrituras para justificar suas próprias teorias.Deixe-as à porta,e com o coração contrito,ouça o que o Senhor tem a lhe dizer. Quando o humilde pesquisador da verdade se assentar aos pés de Cristo e aprender Dele, a Palavra lhe dará o entendimento. Para os que são demasiado sábios a seus próprios olhos para estudar a Bíblia, Cristo diz: “Você deve se tornar manso e humilde de coração,se desejar se tornar sábio para salvação”.Não leia a Palavra à luz de opiniões pré-formadas. Não tente fazer tudo de acordo com seu credo. Com a mente livre de preconceitos, pesquise a Bíblia cuidadosamente.Se, enquanto ler vier a convicção, e você vir que suas opiniões não estão em harmonia com a Palavra de Deus, não tente fazer a Palavra se encaixar a essas opiniões. Não permita que aquilo em que acreditava ou praticava no passado controle sua compreensão. Abra os olhos da mente para contemplar as maravilhas da Palavra e entenda que o que Deus inspirou a cerca de 40 homens a escreverem, foi pra sua vida, pra hoje, pra agora...Comece então aprender a aprender, das promessas e determinações que nosso Senhor nos deixou para termos felicidade aqui na terra mesmo,sendo obedientes e humildes .Então estaremos preparados para a maior e eterna felicidade,um dia, com Ele no Céu!

3 de out de 2011

DOMÍNIO PRÓPRIO

"Melhor é o longânimo do que o herói da guerra, e o que domina o seu espírito, do que o que toma uma cidade". PROVÉRBIOS. 16:32. A mais alta prova de nobreza num cristão é o domínio próprio. Aquele que é capaz de ficar imóvel em meio de uma tempestade de injúrias é um dos heróis de Deus. Dominar o espírito é manter debaixo de disciplina o próprio eu; é resistir ao mal; é regular cada palavra e ação pela grande norma de justiça de Deus. O que aprendeu a dominar o espírito erguer-se-á acima das zombarias, das repulsas e incômodos a que estamos diariamente expostos, e estas coisas deixarão de lançar sombra sobre o seu espírito. É desígnio de Deus que o real poder de uma razão santificada, dirigida pela graça divina, domine na vida dos seres humanos. O que domina o seu espírito está de posse de tal poder. (EGW - Mensagens aos Jovens, pág. 134). É o corpo um meio muito importante pelo qual a mente e a alma se desenvolvem para a edificação do caráter. Essa é a razão por que o adversário das almas dirige suas tentações no sentido do enfraquecimento e degradação das faculdades físicas. ... O corpo deve ser posto em sujeição às faculdades mais altas do ser. As paixões deve ser controladas pela vontade que, por sua vez, deve ela mesma ESTAR SOB O CONTROLE DE DEUS... Poder intelectual, vigor físico e longevidade dependem de leis imutáveis. Mediante a obediência a essas leis, pode o homem ser um conquistador de si mesmo, conquistador de suas próprias inclinações, conquistador de principados e potestades, dos "príncipes das trevas deste século", e das "hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais". Efés. 6:12. ... Os CRISTÃOS de hoje podem ter o espírito do profeta Daniel; eles podem beber na mesma fonte de força, possuir o mesmo poder de domínio próprio, e revelar a mesma graça em sua vida, mesmo sob circunstâncias igualmente desfavoráveis. Embora assediados por tentações a serem condescendentes consigo mesmo, especialmente em nossas grandes cidades, onde toda forma de satisfação sensual se mostra fácil e convidativa, os seus propósitos de honrar a Deus permanecem não obstante firmes pela graça divina. Mediante forte resolução e atenta vigilância podem resistir a cada tentação que assalta a alma.( EGW - Profetas e Reis, págs. 488-490).

UNIÃO COM DEUS

"Une-te, pois, a Deus, e tem paz, e, assim, te sobrevirá o bem. Aceita, peço-te, a lei da Sua boca e põe as Suas palavras no Teu coração." Jó 22:21 e 22. Desde o princípio tem sido estudado o plano de Satanás levar os homens a esquecerem-se de Deus, a fim de que os prendesse a si. Por isso tem procurado representar mal o caráter de Deus, levando os homens a nutrirem dEle um conceito falso. O Criador tem-lhes sido apresentado como revestido dos atributos do príncipe do mal - como arbitrário, severo, implacável - para que fosse temido, evitado, e mesmo odiado pelos homens. Cristo veio para revelar Deus ao mundo, como um Deus de amor, Deus de misericórdia, ternura e compaixão. Pelo Redentor do mundo foi espancada a densa treva com a qual Satanás envolvera o trono da Divindade, e o Pai foi de novo manifestado ao homem como a luz da vida. Cristo Se entristece ao ver os homens tão absortos nos cuidados seculares e nas perplexidades dos negócios, que não têm tempo para se familiarizar com Deus. Para eles o Céu é lugar estranho, pois o perderam de seus cálculos. Não familiarizados com as coisas celestiais, cansam-se de ouvir falar nelas. Não gostam que seu espírito seja perturbado acerca de sua necessidade de salvação. Mas o Senhor deseja perturbar-lhes o espírito, para que se familiarizem com Ele, com tempo de aceitar Seu oferecimento de salvação. ...

2 de out de 2011

ISAÍAS 58 - A NOSSA OBRA

"Porventura, não é este o jejum que escolhi: que soltes as ligaduras da impiedade, que desfaças as ataduras do jugo, e que deixes livres os quebrantados, e que despedaces todo o jugo? Porventura, não é também que repartas o teu pão com o faminto e recolhas em casa os pobres desterrados? E, vendo o nu, o cubras e não te escondas daquele que é da tua carne? ... Então, romperá a tua luz como a alva, e a tua cura apressadamente brotará, e a tua justiça irá adiante da tua face, e a glória do Senhor será a tua retaguarda. Então, clamarás, e o Senhor te responderá; gritarás, e Ele dirá: Eis-Me aqui; acontecerá isso se tirares do meio de ti o jugo, o estender do dedo e o falar vaidade; e, se abrires a tua alma ao faminto e fartares a alma aflita, então, a tua luz nascerá nas trevas, e a tua escuridão será como o meio-dia. E o Senhor te guiará continuamente, e fartará a tua alma em lugares secos, e fortificará teus ossos; e serás como um jardim regado e como um manancial cujas águas nunca faltam." (ISAÍAS 58: 5-11). Essa é a obra especial que está agora diante de nós. Toda nossa oração de nada valerá a menos que resolutamente lancemos mão nessa obra. Sobre nós repousam sagradas obrigações. O Senhor nos falou por meio do Seu profeta. Os pensamentos do Senhor e os Seus caminhos não são o que mortais cegos e egoístas crêem que são ou desejam que sejam. O Senhor olha para o coração. Se aí habita o egoísmo, Ele o sabe. Podemos procurar esconder de nossos irmãos e irmãs nosso verdadeiro caráter, mas Deus o conhece. DEle nada se pode esconder.

RENOVA-ME

DIZEMOS SER...

Leiamos Isaías 58, nós que dizemos ser filhos da luz. Especialmente leiamos de novo se nos sentimos tão relutantes em dar-nos ao incômodo de favorecer ao necessitado. Nós, cujo coração e casa são demasiado estreitos para provermos um lar aos que o não têm; nós que conseguimos ver sem sentir nada os órfãos e as viúvas oprimidos pela mão de ferro da pobreza e humilhados pela dureza de coração dos mundanos... Estamos temerosos de que se introduza em nossa família uma influência que custe mais trabalho? Leiamos Isaías 58. Nossos temores podem ser infundados, e uma bênção pode chegar a nós cada dia, conhecida e experimentada. Mas, se por outro lado, trabalho extra nos reclama, nos lancemos sobre Aquele que prometeu: "Então, romperá a tua luz como a alva, e a tua cura apressadamente brotará." Isaías 58:8. A razão por que o povo de Deus não é mentalmente mais espiritual, e não tem mais fé, é porque está estreitado pelo egoísmo. O profeta Isaías está se dirigindo aos que se dizem filhos e filhas de Deus e não aos pecadores, não aos incrédulos, mas aos que fazem grande profissão de piedade. Não é a abundância de nossas reuniões que Deus aceita. Não as numerosas orações, mas a prática do bem, o fazer as coisas certas no tempo certo. É o ser menos egoísta e mais benevolente. Nossas almas precisam expandir-se. Então Deus fará que sejamos como um jardim regado, cujas águas não faltam. (Testimonies, vol. 2, págs. 35 e 36.)

QUANDO SOFRE O HOMEM

Cristo identifica os Seus interesses com os interesses da humanidade sofredora. Ele reprovou Sua própria nação pelo seu errôneo tratamento dispensado ao próximo. A negligência ou abuso ao mais fraco e mais corrompido crente, Ele considera como havendo sido dispensados a Si mesmo. Os favores a eles mostrados são creditados como havendo sido feitos a Si. Ele não nos deixa em tr...evas quanto ao nosso dever, mas ao contrário muitas vezes repete as mesmas lições mediante diferentes figuras e sob diferentes luzes. Conduz os atores rumo ao último grande dia, e declara que o tratamento dispensado ao menor dos Seus irmãos é louvado ou condenado como se feito a Ele próprio. Ele diz: "A Mim o fizestes", ou, "não o fizestes a Mim." (Mateus 25:40 e 45). Ele é nosso substituto e penhor; coloca-Se no lugar da humanidade, de maneira que Ele próprio é afligido quando é afligido o mais fraco dos Seus seguidores. É tal a simpatia de Cristo que Lhe não permite ser espectador indiferente a qualquer sofrimento causado a Seus filhos. Nem a mais leve ferida pode ser produzida por palavra, espírito ou ação, que não toque o coração dAquele que deu a Sua vida pela caída humanidade. Tenhamos em mente que Cristo é o grande coração do qual o sangue vital flui para cada órgão do corpo. Ele é a cabeça, da qual se estende cada nervo ao menor e mais remoto membro do corpo. Quando um membro desse corpo com o qual Cristo está tão misteriosamente associado, sofre, o trauma da dor é sentido por nosso Salvador. Levantar-se-á a igreja? Virão seus membros à simpatia de Cristo, de maneira que Sua bondade pelas ovelhas e cordeiros do Seu aprisco seja por eles mostrada? Por Seu amor a Majestade do Céu Se fez de nenhuma reputação; por eles Ele veio a um mundo todo marcado e arruinado pela maldição. Ele trabalhou dia e noite para instruir, elevar e trazer alegria eterna a um povo desobediente e ingrato. Por amor deles tornou-Se pobre, para que por Ele enriquecessem. Por eles negou-Se a Si mesmo, enfrentando privações, escárnio, desprezo, sofrimento e morte. Por eles tomou a forma de servo. Esse é nosso modelo; copiá-lo-emos? Mostraremos cuidado pela herança de Deus? Mostraremos, terna compaixão pelo corrompido, tentado e provado? (Beneficiencia Social - Carta 45, 1894).

1 de out de 2011

PRECIOSO SANGUE DE CRISTO

"Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, mas com o precioso sangue de Cristo, como de um Cordeiro imaculado e incontaminado". (I Pedro. 1:18 e 19).Toda pessoa é preciosa, porque foi comprada pelo precioso Sangue de Jesus Cristo. Satanás poderá segredar: "És pecador demasiado grande para que Cristo te possa salvar." Conquanto devamos reconhecer que somos de fato pecadores e indignos, poderemos enfrentar o tentador com clamor: "Por virtude da expiação, eu reclamo Cristo como o meu Salvador. Não confio nos meus próprios merecimentos, mas sim no precioso sangue de Jesus, que me purifica. Não podemos salvar a nós mesmos do poder do tentador, porém ele treme e foge quando insistimos nos méritos daquele precioso sangue. O Senhor nos ama; Ele nos é mais precioso do que qualquer laço terrestre, do que qualquer objeto aqui da Terra. Consideremos como nos podemos manter preciosamente perto dAquele que é nossa força, nossa eficiência. Não vivamos à sombra da cruz, mas do lado luminoso dela, onde o Sol da Justiça pode resplandecer em nosso coração. Precisamos ter livre acesso ao sangue expiador de Cristo. Isto devemos considerar como o privilégio mais precioso, a bênção suprema, sempre assegurada ao pecador. E quão pouco aproveitamos desse grande dom! Quão profunda, quão vasta e contínua é essa corrente! Para toda pessoa sedenta de santidade, há repouso, há descanso, há a vivificante influência do Espírito Santo, e depois o santo, tranqüilo e feliz andar com Cristo, a preciosa comunhão com Ele! Então, e só então, podemos dizer inteligentemente com João: "Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo." (João 1:29).

TEMPERANÇA CRISTÃ

Em nossos dias fala-se da Idade Média e se orgulham do progresso. Com este progresso, porém, impiedade e crime não diminuem. Deploramos a ausência da simplicidade natural e o aumento da tentação artificial. Saúde, força, beleza e longevidade, que eram comuns na chamada "Idade Média" são agora raros. Quase tudo que é desejável sacrifica-se para satisfazer às demandas da vida que segue a moda. Grande parte do mundo cristão não tem condições de se chamar cristãos. Seus hábitos, suas extravagâncias e o cuidado do corpo em geral constituem uma violação das leis da saúde e se opõem ao ensino da Bíblia. Estão se preparando no decurso da vida para o sofrimento físico e a fraqueza mental e moral. Se homens e mulheres inteligentes tiverem suas faculdades morais entorpecidas pela intemperança de qualquer espécie, estarão, em muitos de seus hábitos, muito pouco acima dos pagãos. Satanás está constantemente atraindo pessoas da luz para o costume e a moda, sem consideração para com a saúde física, mental e moral. O grande inimigo sabe que se predominarem a paixão e o apetite, a saúde do corpo e a força do intelecto serão sacrificadas no altar da satisfação própria, e o homem acelerará sua ruína. Através de seus enganos, o inimigo das almas, em muitos casos, tem tornado a vida doméstica cheia de complicações, com o intuito de satisfazer às demandas da moda. Fazendo isto, seu propósito é conservar a mente tão ocupada com as coisas da vida que não possa dar um pouco de atenção ao que é de maior interesse. A intemperança no comer e no vestir tem absorvido tanto a mente do mundo cristão que não tem tempo para se tornar inteligente no tocante às leis da vida, obedecendo-lhes. Professar o nome de Cristo pouco significa se a vida não corresponde à vontade de Deus, revelada em Sua Palavra. No deserto da tentação Cristo venceu o apetite. O Seu exemplo de abnegação e de domínio próprio quando sofreu a atormentadora ânsia da fome, é uma censura ao mundo cristão por sua dissipação e glutonaria. Gasta-se atualmente nove vezes mais dinheiro na satisfação do apetite, na condescendência com a insensata e danosa luxúria, do que é dado para a divulgação do Evangelho de Cristo. Se víssemos a norma da virtude e a exaltada piedade, como cristãos, teríamos um trabalho a desenvolver, por nós individualmente, para controlar o apetite, para resistir e vencer a tentação.

CONFIANÇA E CRESCIMENTO NA GRAÇA DE CRISTO

Nada pode agradar mais a nosso Salvador do que nossa demonstração de fé em Suas promessas. Suas misericórdias podem alcançar-nos e nossas orações podem chegar a Ele. Nada pode interromper essa linha de comunicação. Precisamos aprender a levar todas as nossas dificuldades a Jesus Cristo, pois Ele nos ajudará. Ele ouvirá nossas petições. Podemos ir a Ele com toda firmeza de fé, em nada duvidando, pois Ele é o Caminho da vida. Quanto mais apresentamos nossas petições junto a Seu trono, mais certeza temos de receber constantemente a grande graça de nosso Senhor Jesus Cristo. Não fortaleces o caminho que estás percorrendo por [teres] fé. Mas cresces em força e em certeza porque tens um Guia bem ao teu lado, e podes pedir-Lhe com plena fé para guiar teus passos com segurança. Então confia no Senhor Jesus para conduzir-te passo a passo no caminho certo. Podes obter segurança e força a cada passo que avanças, pois tens a certeza de que tua mão está em Sua mão. Podes "correr e não te cansares" e "caminhar e não te fatigares", por poderes reconhecer, pela fé, que tens tua mão na mão de Cristo. Não cairás no desânimo, pois ao prosseguir no conhecimento do Senhor, confiando nEle, terás segurança de que Aquele que nunca abandona os que nEle confiam plenamente, é teu constante Auxiliador. (Carta 213, 1905).

CINGIDOS COM A VERDADE

Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes. Estai, pois, firmes,tendo cingidos os vossos lombos com a verdade.( Efésios. 6:13 e 14). Quando andamos na luz que sobre nós incide, obedientes à verdade que se abre ao nosso entendimento, é que recebemos maior luz. Não pode haver para nós desculpa por aceitarmos somente a luz que nossos pais possuíam há uma centena de anos. ... Queremos a verdade em todos os pontos, e devemos pô-la em prática dia a dia. Toda a vossa mente e coração devem ficar imbuídos da verdade, para que possais ser representantes vivos de Cristo. Deus quer que estejamos cheios do Espírito Santo, revestidos do poder celestial. Trabalhemos não para tornar-nos grandes homens; mas, antes, para tornar-nos homens bons e perfeitos, para que anunciemos as virtudes dAquele que nos chamou das trevas para a Sua maravilhosa luz. Deus precisa de Calebes e Josués, destemidos e sinceros, que trabalhem com fé e ânimo.( Review and Herald, 3 de dezembro de 1889). Se a verdade divina não estiver bem enraizada no coração, não poderemos suportar a prova da tentação. Só existe um poder para manter-nos firmes sob as circunstâncias mais difíceis - a graça de Deus contida na Verdade. Os que não se submetem a vontade de Deus, são atentos para discernir toda incoerência, e prontos para lançar desdém sobre os fracos e vacilantes. Ponhamos bem alto o nosso alvo. Busquemos com oração humilde o auxílio que Cristo prometeu para que possamos exercer influência sobre outros e não sermos envergonhados no grande dia do juízo e recompensa finais. Os que exerceram os mais sublimes princípios cristãos em toda prática comercial e religiosa, terão inexprimível vantagem, pois entrarão no Paraíso de Deus como conquistadores. (The Youth's Instructor, 10 de novembro de 1886).