30 de jul de 2011

PERDOAR...É PRECISO.

Nós sofremos mais por causa das pessoas do que por causa das circunstâncias. As pessoas nos fazem chorar mais do que as vicissitudes da vida. As pessoas nos decepcionam e nós decepcionamos as pessoas. Os relacionamentos dentro da família, no trabalho e até igreja, algumas vezes, se tornam tensos. Feridas são abertas na alma e mágoas profundas se instalam no coração. Amizades são rompidas, casamentos são abalados, relacionamentos sólidos entram em colapso. Nesse processo, a comunicação é rompida, o silêncio gelado substitui as palavras de amor e a desconstrução da imagem do outro se torna uma verdadeira ação de desmonte. O resultado do adoecimento das relações humanas é a mágoa. Esse sentimento de amargura se instala no solo do coração e lança suas raízes trazendo perturbação para a alma e contaminação para os que vivem ao redor. A mágoa é a ira congelada. A mágoa é o armazenamento do ressentimento. A mágoa é entulhar o coração com o rancor, é alimentar-se do absinto do ranço, é afogar-se no lodo do ódio, é viver prisioneiro na armadilha da vingança. A mágoa é uma prisão. Ela é o cárcere da alma, o calabouço das emoções, a masmorra escura onde seus prisioneiros são atormentados pelos verdugos da consciência. Quem se alimenta da mágoa não tem paz. Não tem liberdade. Não tem alegria. Não conhece o amor. Não tem comunhão com Deus. Não pode adorar a Deus, nem trazer sua oferta ao altar. Quem retém o perdão não pode orar a Deus nem receber dele o perdão. A mágoa é autodestrutiva. Ferimo-nos a nós mesmos quando nutrimos mágoa por alguém. Guardar mágoa no coração é como beber veneno pensando que o outro é quem vai morrer. Quem guarda mágoa no coração vive amarrado pelas grossas correntes da culpa. Quem vive nessa masmorra adoece emocional, física e espiritualmente. Há muitas pessoas doentes porque se recusaram a perdoar. O salmista Davi orou pedindo a Deus para tirar a sua alma do cárcere (Sl 142.7). A chave que abre a porta dessa masmorra é o perdão. O perdão traz cura onde a mágoa gerou doença. O perdão traz reconciliação onde a mágoa gerou afastamento. O perdão traz alegria, onde a mágoa produziu tristeza e dor. O perdão restitui aquilo que a mágoa saqueou. O perdão é a faxina da mente, a assepsia da alma, a limpeza dos porões do coração. Perdoar é zerar a conta. É nunca mais lançar no rosto da pessoa a sua dívida. Perdoar é lembrar sem sentir dor. Perdoar é não retaliar. É pagar o mal com o bem. Jesus Cristo liberta: “Se o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres” (Jo 8.36). É hora de sair do cárcere que prende a sua alma com as grossas algemas da mágoa. É hora de experimentar a liberdade do perdão. É hora de tomar posse da vida abundante que Jesus lhe oferece!

NOSSA MAIOR NECESSIDADE

Se, no lugar em que nos achamos, nos falta a fé quando se apresentam dificuldades, faltar-nos-á fé em qualquer lugar.Nossa maior necessidade é de FÉ EM DEUS. Ao olharmos para o lado escuro, perdemos nossa segurança no Senhor Deus de Israel. Ao abrir-se o coração a temores e conjeturas, o caminho do progresso é o...bstruído pela incredulidade. Não pensemos jamais que Deus tenha abandonado Sua obra.Tem que haver menos comentário de incredulidade, menos conjeturas de que isto ou aquilo está impedindo o caminho. Avancemos com fé; confiemos em que o Senhor preparará o caminho para a Sua obra. Então encontraremos descanso em Cristo. Cultivando fé, e colocando-nos na devida relação para com Deus, e dispondo-nos, com fervorosa oração, a cumprir nosso dever, o Espírito Santo atuará em nós. Os muitos problemas que agora nos parecem misteriosos, nós mesmos poderemos resolver, pela contínua confiança em Deus. Não precisamos andar em penosa indecisão, pois estamos vivendo sob a guia do Espírito Santo. Podemos andar e trabalhar com confiança.Se quisermos ter mãos limpas e coração puro, precisamos ter menos fé no que somos capazes de fazer, e mais no que o Senhor pode fazer por nós. Não estajamos empenhados em nosso próprio trabalho; estejamos fazendo a obra de Deus. Precisa-se de mais amor, mais franqueza, menos suspeita, menos pensar mal. Precisamos estar menos dispostos para culpar e acusar. É isso que é tão ofensivo a Deus. O coração precisa ser abrandado e subjugado pelo amor. O estado débil de nosso povo resulta de que seu coração não é reto para com Deus. Não nos acabrunhemos. Olhando para as aparências, e queixando-nos quando vêm dificuldades e apuros, revelamos fé doentia, debilitada. Por nossas palavras e obras, mostremos que nossa fé é invencível. O Senhor é rico em recursos. Ele possui o mundo. Olhemos para Ele, que tem luz, e poder, e eficiência. Ele abençoará todo o que procura comunicar luz e amor.O Senhor deseja que todos compreendam que sua prosperidade se acha oculta com Ele em Cristo; que ela depende de sua humildade e mansidão, sua sincera obediência e devoção. Ao aprendermos do grande Mestre a lição de morrermos para o próprio eu, de não depositarmos confiança no homem, nem fazermos da carne o nosso braço, então, invocando-O nós, o Senhor nos será socorro presente em todo tempo de necessidade. Ele nos guiará retamente. Estará à sua mão direita para nos dar conselho. Nos dirá: "Este é o caminho, andai nele." (Isaias 30:21).

CRISTO - UM COM O PAI DESDE A ETERNIDADE

“Eis que a virgem... dará à luz um filho, e Ele será chamado pelo nome de Emanuel (que quer dizer: Deus conosco)”. (Mateus 1:23). O brilho do "conhecimento da glória de Deus" vê-se na face de Jesus Cristo. Desde os dias da eternidade o Senhor Jesus Cristo era um com o Pai; era a imagem de Deus, a imagem de Sua grandeza e majestade, "o resplendor de Sua glória". Foi para manifestar essa glória que Ele veio ao mundo. Veio à Terra entenebrecida pelo pecado, para revelar a luz do amor de Deus, para ser "Deus conosco". Portanto, a Seu respeito foi profetizado: "Será o Seu nome Emanuel." (Isaías 7:14). Vindo habitar conosco, Jesus devia revelar Deus tanto aos homens como aos anjos. Ele era a Palavra de Deus - o pensamento de Deus tornado audível. Em Sua oração pelos discípulos, diz: "Eu lhes fiz conhecer o Teu nome" - misericordioso e piedoso, tardio em iras e grande em beneficência e verdade - "para que o amor com que Me tens amado esteja neles, e Eu neles esteja".( João 17:26). Mas não somente a Seus filhos nascidos na Terra era feita essa revelação. Nosso pequenino mundo é o livro de estudo do Universo. O maravilhoso desígnio de graça do Senhor, o mistério do amor que redime, é o tema para que "os anjos desejam bem atentar", e será seu estudo através dos séculos sem fim. Mas os seres remidos e os não caídos encontrarão na cruz de Cristo sua ciência e seu cântico. Ver-se-á que a glória que resplandece na face de Jesus Cristo é a glória do abnegado amor. À luz do Calvário se patenteará que a lei do amor que renuncia é a lei da vida para a Terra e o Céu; que o amor que "não busca os seus interesses" (I Cor. 13:5) tem sua fonte no coração de Deus; e que no manso e humilde Jesus se manifesta o caráter dAquele que habita na luz inacessível ao homem. ... Contemplamos Deus em Cristo. Olhando para Jesus, vemos que a glória de nosso Deus é dar. "Nada faço por Mim mesmo" (João 8:28), disse Cristo; "o Pai, que vive, Me enviou, e Eu vivo pelo Pai."(João 6:57). "Eu não busco a Minha glória", (João 8:50), mas a "dAquele que Me enviou". (João 9:4). Manifesta-se nestas palavras o grande princípio que é a lei da vida para o Universo. Todas as coisas Cristo recebeu de Deus, mas recebeu-as para dar. Assim nas cortes celestes, em Seu ministério por todos os seres criados: através do amado Filho, flui para todos a vida do Pai; por meio do Filho ela volve em louvor e jubiloso serviço, uma onda de amor, à grande Fonte de tudo. E assim, através de Cristo, completa-se o circuito da beneficência, representando o caráter do grande Doador, a lei da vida. (O Desejado de Todas as Nações, págs. 19-21).

28 de jul de 2011

QUANDO REJEITAMOS AO SENHOR

Devemos estar apercebidos contra o tratar levianamente as providências graciosas de Deus para a nossa salvação. Há cristãos que dizem: "Não me incomodo com salvar-me, a menos que minha esposa e filhos se salvem comigo." Acham que o Céu não seria Céu para eles, sem a presença dos que lhes são tão caros. Mas têm os que alimentam tais sentimentos uma concepção exata de sua relação para com Deus, em vista de Sua grande bondade e misericórdia para com eles? Esqueceram-se de que estão ligados, pelos mais fortes laços de amor, honra e lealdade, ao serviço de seu Criador e Redentor? Os convites de misericórdia são dirigidos a todos; e porque nossos amigos rejeitam o insistente amor do Salvador, desviar-nos-emos também? A redenção da alma é preciosa. Cristo pagou um preço infinito pela nossa salvação, e ninguém que aprecie o valor deste grande sacrifício, ou o preço de uma alma, desprezará a misericórdia de Deus, que se lhe oferece, porque outros preferem fazê-lo. O próprio fato de que outros ignoram Suas justas reivindicações, deve despertar-nos a maior diligência, para que nós mesmos possamos honrar a Deus e levar a todos, a quem podemos influenciar, a aceitar o Seu amor. "Saía o Sol sobre a terra, quando Ló entrou em Zoar." (Gênesis 19:23). Os brilhantes raios da manhã pareciam falar apenas de prosperidade e paz, às cidades da planície. Começou a agitação da vida ativa nas ruas; homens seguiam seus vários caminhos, preocupados com os negócios ou os prazeres do dia. Os genros de Ló estavam divertindo-se à custa dos temores e advertências do velho, já de espírito enfraquecido. Súbita e inesperadamente, como se fora o estrondo de um trovão provindo de um céu sem nuvens, desencadeou a tempestade. O Senhor fez chover do Céu enxofre e fogo sobre as cidades e a fértil planície; seus palácios e templos, custosas habitações, jardins e vinhedos, e as multidões divertidas, à caça de prazeres, as quais ainda na noite anterior insultaram os mensageiros do Céu - tudo foi consumido. O fumo da conflagração subia como o fumo de uma grande fornalha. E o belo vale de Sidim tornou-se uma desolação, um lugar que nunca mais seria construído ou habitado - testemunha a todas as gerações da certeza dos juízos de Deus sobre os transgressores.É-nos ensinada a lição terrível e solene de que, ao mesmo tempo em que a misericórdia de Deus suporta longamente o transgressor, há um limite além do qual os homens não podem ir no pecado. Quando é atingido aquele limite, os oferecimentos de misericórdia são retirados, e inicia-se o ministério do juízo. O Redentor do mundo declara que há maiores pecados do que aqueles pelos quais Sodoma e Gomorra foram destruídas. Aqueles que ouvem o convite do evangelho chamando os pecadores ao arrependimento, e não o atendem, são mais culpados perante Deus do que o foram os moradores do vale de Sidim. E ainda maior pecado é o daqueles que professam conhecer a Deus e guardar os Seus mandamentos, e contudo negam a Cristo em seu caráter e vida diária. À luz da advertência do Salvador, a sorte de Sodoma é um aviso solene, não simplesmente para os que são culpados de pecado declarado, mas a todos que têm em pouca conta a luz e privilégios enviados pelo Céu.

RELACIONAMENTOS NA BÍBLIA

Os habitantes de Canaã eram dados à idolatria, e Deus havia proibido casamentos entre o Seu povo e aqueles, sabendo que tais casamentos conduziriam à separação do seu Deus. No espírito de Abraão, a escolha de uma esposa para seu filho era assunto de muita importância; estava desejoso de que ele se casasse com uma que não o afastasse de Deus. Mandou um mensageiro ir escolher uma esposa para seu filho Isaac. O mensageiro partiu sem demora. Chegando a Harã, "a cidade de Naor", parou fora dos muros, perto do poço aonde vinham as mulheres do lugar, à tarde, a buscar água.Como deveria ele sabiamente escolher entre pessoas completamente estranhas? Lembrando-se das palavras de Abraão, de que Deus enviaria com ele o Seu anjo, orou fervorosamente pedindo uma direção positiva. Pediu a Deus que um ato de cortesia indicasse a jovem que Deus escolhera. Apenas proferira a oração, e a resposta fora dada. Entre as mulheres que estavam reunidas junto ao poço, a maneira cortês de Rebeca, atraiu sua atenção. Retirando-se ela do poço, o estranho foi ao seu encontro, pedindo um pouco de água do cântaro sobre os seus ombros. O pedido recebeu amável resposta, juntamente com um oferecimento para tirar água para os camelos também. Assim foi dado o sinal desejado. Até aí a mão divina estivera com ele. Isaac, voltara à tenda de seu pai a fim de esperar a chegada do mensageiro, de Harã. "E Isaac saíra a orar no campo, sobre a tarde; e levantou os seus olhos, e olhou, e eis que os camelos vinham. Rebeca também levantou seus olhos, e viu a Isaac, e lançou-se do camelo. E disse ao servo: Quem é aquele varão que vem pelo campo ao nosso encontro? E o servo disse: Este é meu senhor. Então tomou ela o véu, e cobriu-se. "Assim Isaac foi consolado depois da morte de sua mãe." (Gênesis 24:63-67). Abraão tinha notado o resultado dos casamentos mistos entre aqueles que temiam a Deus e O obedeciam e os que não O temiam, desde os dias de Caim até o seu tempo. As conseqüências de seu próprio casamento com Hagar e das alianças matrimoniais de Ismael e de Ló, estavam perante ele. A esposa de Ló foi mulher egoísta, irreligiosa, e sua influência exerceu-se no sentido de separar de Abraão o seu marido. Se não fosse por ela, Ló não teria permanecido em Sodoma, privado do conselho do tio sábio e temente a Deus. A influência de sua esposa e as relações entretidas naquela ímpia cidade, quase o fizeram perder a vida e apostatar de Deus. O casamento de Ló e sua escolha de Sodoma como residência, foram os primeiros elos em uma cadeia de acontecimentos repletos de males para o mundo durante muitas gerações. Pessoa alguma que tema a Deus, pode ligar-se a outra que O não tema, sem por em risco sua vida espiritual. "Andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?"( VT - Amós 3:3). A felicidade e prosperidade da relação matrimonial depende da unidade dos cônjuges; mas entre o crente e o incrédulo há uma diferença radical de gostos, inclinações e propósitos. Estão a servir dois senhores, entre os quais não pode haver concórdia. Por mais puros e corretos que sejam os princípios de um, a influência do não crente, terá uma tendência para o afastamento do que é crente das coisas de Deus. A instrução do Senhor é: "Não vos prendais a um jugo desigual."(II Coríntios 6:14). Mas o fiel com oração, amor e mansidão, acabará tendo influência benéfica sobre o outro.

ADVERTÊNCIAS...NÃO PODEMOS NOS CALAR

Há motivo para alarmar-nos na condição do mundo religioso hoje. Tem-se tido em pouca conta a misericórdia de Deus. A multidão anula a lei de Jeová, "ensinando doutrinas que são preceitos de homens". (Mateus 15:9). A incredulidade prevalece em muitas das igrejas de nosso país; não a incredulidade em seu sentido mais amplo, como franca negação da Bíblia, mas uma incredulidade vestida no traje do cristianismo, ao mesmo tempo em que se acha a solapar a fé na Bíblia como revelação de Deus. A devoção fervorosa e a piedade vital deram lugar ao formalismo oco. Como conseqüência prevalecem a apostasia e o sensualismo. Cristo declarou: "Como também da mesma maneira aconteceu nos dias de Ló, assim será no dia em que o Filho do homem Se há de manifestar". (Lucas 17:28-30). O registro diário dos acontecimentos que se passam, testifica do cumprimento de Suas palavras. O mundo rapidamente está a amadurecer para a destruição. Logo deverão derramar-se os juízos de Deus, e pecado e pecadores ser consumidos. Disse o Salvador: "Olhai por vós, não aconteça que os vossos corações se carreguem de glutonaria, de embriaguez, e dos cuidados da vida, e venha sobre vós de improviso aquele dia. Porque virá como um laço sobre todos os que habitam na face de toda a Terra" - todos cujos interesses estão centralizados neste mundo. "Vigiai pois em todo o tempo, orando para que sejais havidos por dignos de evitar todas estas coisas que hão de acontecer, e de estar em pé diante do Filho do homem." (Lucas 21:34-36). Antes da destruição de Sodoma, Deus enviou uma mensagem a Ló: "Escapa-te por tua vida; não olhes para trás de ti, e não pares em toda esta campina; escapa lá para o monte, para que não pereças". (Gênesis 19:17). A mesma voz de advertência foi ouvida pelos discípulos de Cristo, antes da destruição de Jerusalém: "Quando virdes Jerusalém cercada de exércitos, sabei então que é chegada a sua desolação. Então, os que estiverem na Judéia, fujam para os montes".(Lucas 21:20 e 21). Não deviam demorar-se para conseguir coisa alguma de suas posses, mas antes aproveitar-se da oportunidade para fugir.Houve uma saída, uma decidida separação dos ímpios, uma escapada para salvar a vida. Assim foi nos dias de Noé; assim nos dias de Ló; assim aconteceu com os discípulos antes da destruição de Jerusalém; e assim será nos últimos dias. De novo se ouve a voz de Deus em uma mensagem de advertência, mandando Seu povo separar-se da iniqüidade que prevalece. O estado de corrupção e apostasia que nos últimos dias existiria no mundo religioso, foi apresentado ao profeta João, na visão de Babilônia, "a grande cidade que reina sobre os reis da Terra" (Apocalipse 17:18). Antes de sua destruição será feito do Céu o convite: "Sai dela, povo Meu, para que não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas"( Apocalipse. 18:4). Como nos dias de Noé e Ló, tem de haver uma separação distinta do pecado e pecadores. Não pode haver transigência entre Deus e o mundo, nem um retrocesso para se conseguirem tesouros terrestres. "Não podeis servir a Deus e a Mamom.(deus das riquezas)"( Mateus 6:24).Como os habitantes do vale de Sidim, o povo está sonhando com prosperidade e paz. "Escapa-te por tua vida" - é a advertência dos anjos de Deus; mas outras vozes são ouvidas a dizer: "Não te deixes excitar; não há motivos para sustos". As multidões clamam: "Paz e segurança" (I Timóteo 5:3), quando o Céu declara que repentina destruição está para sobrevir ao transgressor. Na noite prévia à sua destruição entregaram-se as cidades da planície aos prazeres turbulentos, e caçoaram dos temores e avisos do mensageiro de Deus; mas esses escarnecedores pereceram nas chamas; naquela mesma noite a porta da misericórdia fechou-se para sempre aos ímpios e descuidados habitantes de Sodoma. Deus não será sempre zombado; não será por muito tempo menosprezado. "Eis que o dia do Senhor vem, horrendo, com furor e ira ardente, para pôr a Terra em assolação, e destruir os pecadores dela." (Isaías 13:9). A maioria no mundo rejeitará a misericórdia de Deus, e submergir-se-á na repentina e irreparável ruína. Mas aquele que atender à advertência, habitará "no esconderijo do Altíssimo", e "à sombra do Onipotente descansará". "Sua verdade" será seu "escudo e broquel". Para ele é a promessa: "Dar-lhe-ei abundância de dias, e lhe mostrarei a Minha salvação". (Salmos 91:1, 4 e 16).

GUERRA DOS 5ENTIDOS- PALADAR

24 de jul de 2011

A MENTE - O CAMPO DE BATALHA

O campo de batalha, como bem diagnosticou certa pregadora, é a mente. O livre - arbítrio, a capacidade de escolher entre o ser ou não ser. O porque fazer ou não. O porque calar ou não. Acima de tudo isso, o relógio de Deus.Imutável, inalcançável. Difícil de ser entendido. Sim, há um tempo para tudo determinado debaixo do sol. Tempo de nascer e tempo de morrer. Tempo de plantar e de colher. A questão é: Quando plantar? Quando colher? Por isso vivemos sob pressão. Pressão da nossa própria incompetência em reconhecer o quanto somos bem-aventurados. Privilegiados, com nossas Bíblias que mal abrimos. Com nossos templo sofisticado. Com toda essa liberdade da qual não somos dignos. De poder sair de casa rumo à igreja sem ser incomodado, perseguido, assassinado. Dado como desaparecido, violentado, cremado... Essa é pressão que mais incomoda. A de sermos inúteis em nossos devaneios pessoais e imaginários. Entre pronomes pessoais e possessivos que da nada servem. Numa completa e trágica cegueira do mundo invisível que nos cerca. Por isso vivemos sob pressão. Porque ainda não aprendemos a lançar sobre Ele toda a nossa ansiedade. E ainda procuramos onde sabemos não encontrar aquilo que só existe Nele. E nos recusamos a adorá-lo. Porque nossos corações são completamente doentes de 'narcisite'. Dos tipos A (auto-imagem), B (Bravata), C ( caras), D (desejos) e E (Eu, eu, eu e eu mesmo). Deus é maravilhoso. Deus é único. Deus é Santíssimo. Nos fez um com seu filho Jesus. Mas nós nos pressionamos para ficarmos longe dele. Buscando motivos e direções que a ele não pertencem. Nem a nós. Lutemos para alcançar a nossa salvação!Só isso importa! O resto,é passageiro, acaba, perece... Um dia teremos de dar contas de tudo o que aqui falamos,ouvimos ou fizemos. Toda a obra será revelada e o oculto virá à tona. Se almejamos um lugar melhor e um mundo melhor, este certamente não é aqui...

RESPIRAR CORRETO

Somos um ser integral com varias partes interagindo entre si, trocando informação e energia. Sim, somos o que pensamos, mas também somos o que sentimos, o que falamos, e também o que comemos e muito mais. A base da saúde é uma corrente sangüínea saudável, o sistema que transporta oxigênio e nutrientes para todas as células de seu corpo. Se você tiver um sistema circulatório saudável, viverá uma vida longa e saudável.Esse meio é a corrente sangüínea. Qual é o botão de controle desse sistema? A respiração.É a maneira de oxigenar completamente o corpo e, assim, estimular o processo elétrico de cada célula.Olhemos mais de perto como o corpo trabalha.A respiração não controla só a oxigenação das células. Controla também o fluxo do fluido linfático, que contém os glóbulos brancos do sangue para proteger seu corpo.O que é o sistema linfático? Algumas pessoas pensam que é o sistema de esgoto do corpo. Cada célula de nosso corpo é cercada por linfa. Você tem quatro vezes mais linfa em seu corpo do que sangue. Aqui está como o sistema linfático trabalha. O sangue é bombeado do coração através das artérias, até os finos e porosos capilares. Ele carrega oxigênio e nutrientes para os capilares que estão difusos dentro desse fluido que circunda as células, chamado linfa. As células, tendo conhecimento ou afinidade com o que precisam, tiram oxigênio e nutrientes necessários para sua saúde e então eliminam as toxinas, algumas das quais voltam para os capilares. Mas as células mortas, proteínas de sangue e outros materiais tóxicos devem ser removidos pelo sistema linfático. E o sistema linfático é ativado por respiração profunda...Então,vamos começar a respirar direito?

A VOLTA DO FILHO PRÓDIGO

"E, levantando-se, foi para seu pai (...)" Lucas 15:20Quanto tempo passará, até que façamos o mesmo? Reflitamos: Esperamos que um grande ponto seja ganho se formos conduzidos a considerar nossos caminhos, a ponderar nossa condição e a olhar sinceramente para o futuro, pois a irreflexão é a ruína de muitos viajantes que vão rumo a eternidade, e por seu meio os incautos caem no profundo abismo da segurança carnal e perecem em seu interior. Hoje também alguns de nós somos encontrados entre "os reflexivos" durante o tempo suficiente. Já é momento de passarmos para uma etapa mais prática. É a hora suprema de atuarmos. Teria sido muito melhor se já tivéssemos atuado, porque no que se refere à reconciliação com Deus, os primeiros pensamentos são os melhores. Quando a vida de um homem pende por um fio, e o inferno está justamente em sua frente, seu caminho é claro e uma segunda consideração é supérflua. O primeiro impulso de escapar do perigo é agarrar-se em Cristo é o que,se formos sábios, deveríamos fazer. Alguns agora estão pensando, pensando, e pensando... e talvez fiquem pensando até sua perdição. Que sejam conduzidos, pela graça divina, a crer, e não só a pensar, pois se não fosse assim, seus pensamentos se converteriam no verme imperecível de seu tormento. O filho pródigo havia ultrapassado também a etapa da simples lamentação. Estava profundamente compungido por ter abandonado a casa de seu pai, lamentava seu profuso esbanjamento no desenfreio e nas orgias, e deplorava que o filho de tal pai como o seu se visse desgraçado até chegar a ser um “cuidador de porcos” e uma terra estranha. Mas agora passou da lamentação ao arrependimento e ele se moveu para escapar da condição que o assolava. De que serviriam as lamentações se continuássemos no pecado? Por todos os meios que podem, levantem as comportas de sua dor se as águas fizeram dar voltas na roda da ação, mas poderiam muito bem reservar suas lágrimas se elas não significarem outra coisa além de um inútil sentimentalismo. De que serve a um homem dizer que se arrepende de sua má conduta se, todavia, persevera nela? Quando nós os pecadores lamentamos o pecado e nos afligimos pela condição em que o pecado nos conduziu, mas não seguimos adiante, nossas lamentações somente nos prepararão para o remorso eterno.

ALGUMAS PALAVRAS SOBRE DEUS

Você já parou para pensar sobre Deus? Alguns falam: "Não creio em Deus porque não O vejo". Mas há muitas coisas que cremos sem vê-las como, por exemplo, a eletricidade, o vento, o amor. Outros falam: "Não creio, porque não o entendo". Um sábio incrédulo caminhava pela praia pensando como poder compreender a Deus. De repente, viu uma criança que com um caracol tirava água do mar e o esvaziava num buraquinho na areia. O que estás fazendo filhinho? - "Quero colocar toda a água do mar neste buraco", falou o menino. Ah! Exclamou o sábio, é justamente o que eu estou tentando fazer ante o oceano do infinito do conhecimento de Deus, querendo colocá-lo na minha mente finita. Deus é infinito e está além da compreensão humana, mas é conhecido por meio de Sua Auto-revelação, CRISTO JESUS.. Para sempre é digno de culto, adoração e serviço por parte de toda a criação. Vamos descobrir o que a Bíblia nos revela a respeito de Deus.//O QUE A BíBLIA REVELA SOBRE DEUS?/ a) Cremos num só Deus.(I Coríntios 8:6) /b) Manifestado em três pessoas.(Mateus 28:19)/ c) Criador do Universo.(Gênesis 1:1 e Isaias 45:18 e Hebreus 1:10)// COMO É DEUS? - Mora no Céu. ( I Timóteo 6:16) - é Espírito. ( João 4:24) - é Eterno.(Isaias 57:15) - é Imutável. (Tiago 1:17) - é Perfeito.( Mateus 5:48) - é Sábio ( I Coríntios 1:24)- é Santo (Exodo 15:11) - é a Verdade (Jeremias 10:10) - é Misericordioso. (Salmo 86:15)// . FORMAS EM QUE DEUS SE REVELA: - Pela Natureza.(Salmo 19:1) - Pela Bíblia. (Apocalipse 1:1) - Pelo Senhor Jesus. ( João 14:6)DEUS É NOSSO PAI: Preocupa-se com os nossos problemas. (Salmo 46:1) - Suporta-nos com misericórdia. (Jeremias 31:3) -Consola-nos na dor. (II Coríntios 1:3) - Supre o que nos falta.( Filipenses 4:19 ).

SERVIR...E SERVIR.

“Os Meus olhos procurarão os fiéis da terra, para que estejam Comigo; o que anda num caminho reto, esse Me servirá.” (Sl 101:6)Se Davi falou desta maneira, podemos ter a certeza de que o Filho de Davi será da mesma opinião. Jesus procura homens fiéis, e fixa os Seus olhos neles, para os observar, para os leva...r adiante, para os encorajar e para os recompensar. Que nenhum homem de coração sincero pense que é omitido; o próprio Rei o procura com a Sua vista.Existem dois resultados que procedem desta nota régia. Em primeiro lugar lemos, “para que estejam Comigo.” Jesus leva os fiéis à Sua casa, coloca-os no Seu palácio, fá-los Seus companheiros e deleita-Se na sua companhia. Sejamos fiéis ao nosso SENHOR, e, então, Ele mesmo Se manifestará a nós. Quanto mais nos custa a nossa fidelidade, mais recompensada será; quanto mais furiosamente os homens nos rejeitarem, mais alegremente nos receberá o SENHOR. Em seguida, Ele diz do homem sincero, “esse Me servirá.” Jesus usará para Sua própria glória aqueles que desprezam as tricas da política e Lhe são fiéis a Ele, à Sua Palavra e à Sua Cruz. Estes estarão no Seu séquito real, os honrados servos de Sua Majestade. A comunhão e a utilidade são a recompensa da fidelidade. SENHOR, faz-me fiel, para que habite Contigo e Te sirva.

GRATIDÃO

JUBILOSOS TE ADORAMOS!

JUBILOSOS LOUVEMOS E ADOREMOS A DEUS, LOUVEMOS ENQUANTO HÁ FÔLEGO DE VIDA EM NÓS...LOUVEMOS POR SUAS MARAVILHAS EM NOSSAS VIDAS, AGRADEÇAMOS POR TUDO QUE ELE,PELO SEU GRANDE AMOR,NOS CONCEDE!

DEUS DE ISRAEL E DE TODOS NÓS

LOUVEMOS A DEUS,POR NOSSAS VIDAS,POR TUDO QUE ELE NOS CONCEDE A CADA DIA,PELO SEU GRANDE AMOR...MOTIVOS DE GRATIDÃO? TEMOS CENTENAS DELES.PORQUE NÃO AGRADECER E LOUVAR QUANDO ESTAMOS BEM?

RECEITAS FÁCEIS E RÁPIDINHAS

TORTILLAS DE BATATAS Ingredientes: 3 ou 4 ovos; temperos verdes a gosto; cebolas; 5 batatas; azeitonas fatiadas;cogumelos fatiados;queijo ralado; sal a gosto. Modo de Preparo: Bater 3 ou 4 ovos, acrescentando o tempero verde a seu gosto, uma pitada de sal e queijo ralado. Reservar. Cortar a batata em fatias finas (pode usar o cortador do ralador), picar a cebola e o tempero verde. Colocar óleo na frigideira e refogar a cebola. Acrescentar as fatias de batata e tampar, deixando cozinhar lentamente. Quando a batata estiver cozida, acrescentar champignon e azeitonas fatiados e os ovos batidos. Deixar cozinhar um lado, colocar um prato emborcado em cima e virar a frigideira, de modo que a tortilla fique com a parte cozida para cima. Colocar a tortilla de volta na frigideira, com a parte cozida para cima e aguardar ficar pronto. COUVE- FLOR GRATINADA Ingredientes: • 1 couve flor média limpa cortada em pequenos buquês • 2 xícaras de leite • 2 colheres (sopa) de manteiga • 1 cebola picada • 2 colheres (sopa) de farinha de trigo • 1 cubo de caldo de galinha esfarelado ou em pó • queijo parmesão ralado( 2 colheres sopa) • orégano • Mussarela para gratinar Modo de preparo: Cozinhe a couve flor em água com sal cortada em buquês ao dente. Reserve. Prepare o molho branco fritando a cebola na manteiga. Junte a farinha de trigo e deixe dourar ligeiramente. Coloque o leite bem devagar, junte o caldo de frango sempre mexendo até ficar um creme. Fora do fogo misture o queijo parmezão ralado. Arrume a couve flor numa travessa, cubra com o molho branco e fatias de mussarela ou ricota esfarelada com orégano. Leve ao forno para gratinar.

23 de jul de 2011

O JUÍZO JÁ COMEÇOU

Assista a todos os vídeos desta série,no Youtube...Leia Daniel e Apocalipse e compreenda que o Juizo já começou desde 1944.Jesus hoje está no Santuário Celestial,não o Santuário que foi destruído, mas o original, do qual modelo o terrestre foi feito.Ele está sendo nosso ADVOGADO,intercedendo por nós e nos defendendo diante do Pai.Assim como no Tribunal da Terra, o Juiz depois de ouvir as partes, dá a sentença final, será no Santuário do Céu. Jesus sairá do Lugar Santíssimo e virá não como Advogado, mas sim como JUIZ de toda a Terra, e dará a cada um a sentença final. Não temos muito tempo, ainda estamos no tempo da Graça mas um dia Jesus sairá do Céu,virá como prometeu a este mundo...Cada um receberá a sentença diretamente Dele.Nos preparemos, nos arrependamos dos nossos pecados e peçamos a Justiça de CRISTO sobre nós!Amém.

DICAS DE COMO COMER BEM

•Coma calmamente, em ambiente tranqüilo e aprazível tanto quanto possível. Se estiver muito apressado, ansioso ou nervoso é melhor não fazer a refeição ou comer o mínimo. •Mastigue bem os alimentos. Na saliva estão contidas enzimas (ptialina) essenciais ao processo digestivo. •Não beba, ou beba o mínimo durante as refeições. •Evite comidas e bebidas muito quentes ou geladas, elas também perturbam a digestão. •Procure com bom senso e gradualmente aplicar a seguinte regra genérica: utilizar alimentos crus, naturais e integrais, de fontes vegetais e não animais, e evitar alimentos cozidos, industrializados e refinados. •Não misture muitos alimentos numa mesma refeição. Como disse Hipócrates, "os manjares muito variados e diferentes guerreiam entre si no corpo, porque um já está digerido enquanto que o outro ainda não está." •Procure aumentar seus conhecimentos científicos a respeito da nutrição. É melhor um conhecimento deficiente que nenhum. •Procure andar calmamente após as refeições. Sempre que possível busque estar ao ar livre, bem como banhar-se ao sol, ainda que por poucos minutos, de preferência na primeira parte da manhã ou à tarde, com sol não muito forte. •Ao mudar qualquer hábito alimentar, sobretudo ao tornar-se vegetariano, faça-o progressivamente. Mesmo que seja apenas a mudança para o pão integral ou coisas simples assim, inicie com pequenas quantidades e aumente segundo sua tolerância. •Principais vícios do vegetarianismo desinformado: excesso de comidas fritas e gordurosas e excesso de massas, farinhas e doces...

JESUS É A PORTA...

“Eu sou a porta. Se alguém entrar por mim, será salvo; entrará, e sairá, e achará pastagem” (João 10:9)Jesus, o grande Eu SOU, é a porta de entrada para a verdadeira igreja, e o caminho de acesso para o próprio Deus. Ele dá ao homem que vai a Deus por meio Dele quatro privilégios especiais: 1. Será salvo. O homicida fugitivo passou pelos portões da cidade de refúgio e foi salvo. Noé entrou pela porta da arca e ficou em segurança. Aqueles que aceitam Jesus como a porta da fé para suas almas não ficam perdidos. O acesso à paz por meio de Jesus é a garantia de entrada nos céus pela mesma porta. Jesus é a única porta, uma porta aberta, uma porta ampla, uma porta segura; e bem-aventurado é aquele que coloca toda a sua esperança de entrar na glória sobre o Redentor crucificado. 2. Entrará. Ele terá o privilégio de entrar para a família divina, compartilhando do pão dos filhos de Deus e participando de todas as suas honras e prazeres. Ele entrará nos aposentos da comunhão, nos banquetes do amor, nos tesouros da aliança, nos depósitos das promessas. Entrará na presença do Rei dos reis no poder do Espírito Santo e os segredos do Senhor estarão com ele. 3. Sairá. Esta é uma benção muito esquecida. Somos enviados ao mundo para labutar e sofrer, mas que bênção ir em nome e no poder de Jesus! Somos chamados a dar testemunho da verdade, a animar os abatidos, a admoestar os descuidados, a ganhar almas e a glorificar a Deus; e, como o Anjo disse a Gideão : "Vai nessa tua força" (Jz. 6:14), da mesma forma o Senhor nos faria prosperar como Seus mensageiros, em Seu nome e em Sua força. 4. Achará pastagem. Aquele que conhece a Jesus jamais terá falta. Entrar e sair será igualmente útil para ele: na companhia de Deus ele crescerá, e regando os outros ele será regado. Fazendo de Jesus seu tudo, ele encontrará tudo em Jesus. Sua alma será como um jardim regado e como um poço cujas águas jamais secarão.

QUEM O VERÁ?

“Cristo... aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que O esperam para salvação.” (Hb 9:28) Esta é a nossa esperança. Aquele a quem já temos visto na Sua vinda para carregar uma vez com o pecado de muitos, manifestar-Se-á, outra vez, aos filhos dos homens; esta é, em si mesma, uma perspectiva feliz. Mas esse segundo Advento tem certos sinais peculiares que o glorificam muitíssimo. Nosso Senhor terá consumado já o assunto do pecado. De tal maneira o tirou do Seu povo, e suportou tão eficazmente o seu castigo, que nada terá que ver com o pecado na Sua segunda vinda. Não apresentará qualquer oferenda pelo pecado, porquanto Ele haverá tirado completamente o pecado. Nosso SENHOR completará então a salvação do Seu povo. Eles serão em definitivo e perfeitamente salvos, e gozarão, em todos os sentidos, a plenitude dessa salvação. Ele não vem para sofrer o resultado das nossas transgressões, mas para trazer o resultado da Sua obediência; não vem para tirar a nossa condenação, mas para aperfeiçoar a nossa salvação. Nosso SENHOR aparece, portanto, somente àqueles que O esperam. Ele não será visto neste carácter por homens cujos olhos estão cegos pelo ego e pelo pecado. Para eles, Ele será um Juiz terrível, e nada mais. Primeiro, temos de confiar nEle, e depois esperar por Ele; e, em ambos os casos o nosso olhar será vida.

SANTIFICAÇÃO

Santos sereis, porque Eu, o Senhor, vosso Deus, sou santo. Lev. 19:2. É possivel ser santo? Sim, a Palavra de Deus nos diz isto e Ele espera que todos sejamos santos. Mas santidade não é arrebatamento: é inteira entrega da vontade a Deus; é viver por toda a palavra que sai da boca de Deus; é fazer a vontade de nosso Pai celestial; é confiar em Deus na provação, tanto nas trevas como na luz; é andar pela fé e não pela vista; é apoiar-se em Deus com indiscutível confiança, descansando em Seu amor.Nosso coração é ímpio, e não o podemos transformar. A educação, a cultura, o exercício da vontade, o esforço humano, todos têm sua devida esfera de ação, mas neste caso são impotentes. Poderão levar a um procedimento exteriormente correto, mas não podem mudar o coração; são incapazes de purificar as fontes da vida. É preciso um poder que opere interiormente, uma nova vida que proceda do alto, antes que os homens possam substituir o pecado pela santidade. Esse poder é Cristo. Sua graça, unicamente, é que pode avivar as amortecidas faculdades da alma, e atraí-la a Deus, à santidade. Homem algum recebe santidade como direito de nascimento ou por qualquer outra concessão humana. Santidade é dom de Deus por meio de Cristo. Os que recebem o Salvador tornam-se filhos de Deus. São Seus filhos espirituais, nascidos de novo, renovados em justiça e verdadeira santidade. Suas mentes estão mudadas. Contemplam as realidades eternas com visão mais clara. São adotados na família de Deus, e tornam-se conformes a Sua imagem, mudados pelo Seu Espírito de glória em glória. De pessoas que dedicavam supremo amor a si mesmos, tornam-se pessoas que dedicam supremo amor a Deus e a Cristo.Aceitar a Cristo como Salvador pessoal e seguir o Seu exemplo de abnegação - eis o segredo da santidade. Esquecendo as coisas que atrás ficam, avancemos no caminho para o Céu. Não negligenciemos nenhuma oportunidade que, se aproveitada, nos tornaria mais úteis no serviço de Deus. Então, qual fios de ouro, a santidade se entretecerá em nossa vida, e os anjos, contemplando nossa consagração, repetirão a promessa: "Farei que um homem seja mais precioso do que o ouro puro e mais raro do que o ouro fino de Ofir." Isa. 13:12.Em Josué 3:5 lemos: "SANTIFICAI-VOS PORQUE O SENHOR FARÁ MARAVILHAS NO MEIO DE VÓS".

A BÍBLIA ENSINA

Você já parou para pensar sobre Deus?Alguns falam: "Não creio em Deus porque não O vejo". Mas há muitas coisas que cremos sem vê-las como, por exemplo, a eletricidade, o vento, o amor. Outros falam: "Não creio, porque não o entendo". Um sábio incrédulo caminhava pela praia pensando como poder compreender a Deus. De repente, viu uma criança que com um caracol tirava água do mar e o esvaziava num buraquinho na areia. O que estás fazendo filhinho? - "Quero colocar toda a água do mar neste buraco", falou o menino. Ah! Exclamou o sábio... é justamente o que eu estou tentando fazer ante o oceano do infinito do conhecimento de Deus, querendo colocá-lo na minha mente finita.Deus é infinito e está além da compreensão humana, mas é conhecido por meio de Sua Auto-revelação. Para sempre é digno de culto, adoração e serviço por parte de toda a criação. Vamos descobrir o que a Bíblia nos revela a respeito de Deus. -------------------------------------------------------------------------------- O QUE A BíBLIA REVELA SOBRE DEUS? a) Cremos num só Deus. I Coríntios 8:6.// b) Manifestado em três pessoas. S. Mateus 28:19// c) Criador do Universo. Gênesis 1:1; Isaias 45:18; Hebreus 1:10.// d) Como é Deus? · Mora no Céu. I Timóteo 6:16// · é Espírito. S. João 4:24// · é Eterno. Isaias 57:15// · é Imutável. Tiago 1:17// · é Perfeito. S. Mateus 5:48// · é Sábio. I Coríntios 1:24// · é Santo. êxodo 15:11// · é a Verdade. Jeremias 10:10// · é Misericordioso. Salmo 86:15// e) Formas em que Deus se revela: · Pela Natureza. Salmo 19:1// · Pela Bíblia. Apocalipse 1:1// · Pelo Senhor Jesus. S. João 14:6// f) Deus é nosso Pai: Preocupa-se com os nossos problemas. Salmo 46:1 // · Suporta-nos com misericórdia. Jeremias 31:3// · Consola-nos na dor. II Coríntios 1:3// · Supre o que nos falta. Filipenses 4:19/

22 de jul de 2011

A LONGEVIDADE E O HÁBITO DE COMER CARNE...

Diante do relato bíblico que estabelece o vegetarianismo como sendo de origem divina, muitos desejam saber quando foi, portanto, que o homem passou a tirar a vida dos animais e alimentar-se de sua carne. Respondendo a pergunta do ponto de vista da Bíblia Sagrada, mais precisamente do livro de Gênesis, podemos afirmar, com absoluta segurança, que esse fato lamentável ocorreu somente após a queda do homem e como resultado direto das terríveis consequências que o pecado acarretou sobre os seres humanos e o planeta como um todo. Desta forma, biblicamente falando, os homens passaram a matar os animais e comer sua carne, não porque Deus houvesse dado permissão para tal, mas em virtude da natureza pecaminosa que herdaram após a queda. Entretanto, nem todos condescenderam com o regime cárneo, pois uma minoria permaneceu fiel ao vegetarianismo. Entre os que aderiram ao regime cárneo, todavia, o mal cresceu e tomou grandes proporções. Agigantou-se, de forma tão ameaçadora, que Deus, não suportando mais tanta violência e maldade, destruiu o mundo de então com as águas do grande dilúvio descrito na Bíblia Sagrada. Com exceção de oito pessoas apenas, bem como dos animais que foram preservados na arca, todos os demais habitantes do planeta pereceram. Moisés explicou, nos seguintes termos, a decisão divina pela destruição daquela civilização: “... o Senhor viu que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra e que toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente.” (Gênesis 6:5). Escrevendo sobre o tema, a escritora americana Ellen White assim se expressou: “Os habitantes do Velho Mundo eram intemperantes no comer e beber. Queriam ter alimento cárneo, embora Deus não lhes houvesse dado permissão de comer alimento animal. Comiam e bebiam em excesso, e seus apetites depravados não conheciam limites. Entregaram-se a abominável idolatria. Tornaram-se violentos e ferozes, e tão corruptos que Deus não os pôde suportar por mais tempo. Encheu-se o cálice de sua iniquidade, e Deus purificou a Terra da poluição moral por meio do dilúvio.” Conselhos Sobre o Regime Alimentar, página 373 e 374. Assim, ao compreendermos a visão bíblica a respeito da origem do hábito de comer carne, somos levados à conclusão de que essa prática alimentar contribuiu tão decisivamene com a maldade do mundo antediluviano, da mesma forma que está contribuindo hoje, pois é claramente perceptível que aumenta a violência no mundo na mesma medida em que cresce o consumo de carne e a violência contra os animais. O consumo de carne teve seu início, como vimos anteriormente, logo após a queda do homem e em consequência da natureza pecaminosa que se apoderou do gênero humano. Entretanto, verificamos, pela Bíblia Sagrada, que houve um momento, uma ocasião específica, em que o homem recebeu permissão divina para o uso de alimentos cárneos, ainda que sob algumas condições, tais como a proibição de comer sangue e certas espécies de animais, a exemplo do porco. Ora, considerando que o propósito de Deus em relação à alimentação humana nunca mudou, pois Deus não muda nunca (Malaquias 3:6), por que motivo, então, haveria o Senhor concedido permissão para o uso de alimentos cárneos? Mais uma vez responderemos em conformidade com o pensamento exposto na Bíblia, pois estamos analisando o vegetarianismo do ponto de vista religioso. Pois bem, a explicação para essa permissão deriva do fato de que, naquele tempo, segundo consta na Bíblia, os seres humanos eram dotados de uma natureza física tão extraordinária e singular que lhes permitia viver na terra por centenas de anos. Isso mesmo! Segundo o texto bíblico, aqueles homens antediluvianos alcançavam ditosa velhice, vivendo, conforme consta nos capítulos iniciais de Gênesis, por quase mil anos. Só para citar alguns exemplos, basta mencionar que Adão, o primeiro homem descrito na Bíblia, viveu por longos 930 anos (Gênesis 5:5). O mesmo fenômeno ocorreu em relação a seu filho, Sete, o qual viveu incríveis 912 anos (Gênesis 5:8). Matusalém, filho de Enoque, viveu extraordinários 969 anos (Gênesis 5:27). Noé, aquele que, segundo a Bíblia Sagrada, foi salvo das águas do dilúvio, alcançou impressionantes 950 anos (Gênesis 9:29). E assim se deu em relação a outros personagens que a Bíblia descreve nas primeiras páginas de Gênesis e, por dedução lógica, imaginamos que o mesmo tenha ocorrido também no que se refere aos outros habitantes do mundo antediluviano e que não são citados na Bíblia. Entretanto, que relação havia entre a longevidade do homem antediluviano e a permissão para o consumo de alimentos cárneos? Permitamos que Ellen White responda em conformidade com o entendimento que obteve sobre a questão: “Depois do dilúvio o povo comeu à vontade do alimento animal. Deus viu que os caminhos do homem eram corruptos, e que o mesmo estava disposto a exaltar-se orgulhosamente contra seu Criador, seguindo as inclinações de seu coração. E permitiu Ele que aquela raça de gente longeva comesse alimento animal, a fim de abreviar sua vida pecaminosa. Logo após o dilúvio o gênero humano começou a decrescer rapidamente em tamanho, e na extensão dos anos.” Conselhos Sobre o Regime Alimentar, página 373. Uma outra razão, sendo esta de natureza secundária, pela qual Deus teria permitido o uso de alimentos cárneos, se deu em razão da destruição da vegetação pelas águas do dilúvio. Neste sentido, assim se expressou Ellen White: “O regime indicado ao homem no princípio, não compreendia alimento animal. Não foi senão depois do dilúvio, quando tudo quanto era verde na Terra havia sido destruído, que o homem recebeu permissão para comer carne.” Conselhos Sobre o Regime Alimentar, página 374. Escrevendo a respeito do mesmo tema, ou seja, daquela permissão dada para o uso de alimentos cárneos, o Reverendo Andrew Linzey argumenta que essa permissão se deu unicamente em caráter temporário e como uma espécie de concessão divina à pecaminosidade do homem, a exemplo do que ocorreu em relação ao divórcio. Vejamos o que disse o Reverendo: “Gênesis 9, o texto frequentemente citado como justificativa para comer animais, é reconhecido pela maioria dos teólogos como uma concessão muito temporária pós-dilúvio (pois todo alimento vegetariano tinha sido destruído) ou como uma concessão à pecaminosidade humana (Gênesis 9 também é usado para justificar escravidão). São Jerônimo escreve: "Quanto ao argumento de que na segunda benção de Deus (Gen9:3) é dada permissão para comer carne - uma permissão que não é dada na primeira benção (Gen1:29) - saibam que assim como a permissão de se desvencilhar de uma esposa não foi, conforme as palavras do Salvador, dada desde o início, mas foi concedida à raça humana por Moisés devido à dureza de nossos corações (Mt 19), assim da mesma maneira comer carne era desconhecido antes do Dilúvio..." (Transcrito da página: http://www.beatrizfagundes.com.br > Corpo Mente e Espírito > Jesus Era Vegetariano, em 30/04/2011). Compreendemos, portanto, segundo a Bíblia Sagrada, alguns dos motivos pelos quais o uso de carne foi tolerado por Deus. Entretanto, de todos os motivos aqui relacionados, causa-nos profunda e indelével impressão aquele segundo o qual o consumo de carne teria sido permitido com a finalidade precípua de abreviar a vida do homem sobre a terra! De fato, ao examinarmos os capítulos de Gênesis posteriores àquele que narra o dilúvio, constatamos, sem maiores dificuldades, que a vida humana foi diminuindo pouco a pouco até chegar aos atuais 70 ou 80 anos, pois, como disse o salmista, “Os dias da nossa vida sobem a setenta anos ou, em havendo vigor, a oitenta; neste caso, o melhor deles é canseira e enfado, porque tudo passa rapidamente e nós voamos.” Salmo 90:10.

TORTA DELICIOSA ( PÔR DO SOL )

Ingredientes da MASSA: 4 ¹/2 xícaras de farinha integral ;1 xícara de azeite;1 xicara de salsinha picada 3 colheres chá de fermento;5 xícaras de água;sal; Ingredientes do RECHEIO: 3oo gramas de palmito picado (PODE USAR O RECHEIO QUE QUISER...FICA ÓTIMO) 1 tomate picado ;1 cebola picada;3 dentes de alho picados;1 colher de sopa de orégano ; azeite ;Sal. RECHEIO:Leve uma panela ao fogo, adicione o azeite, a cebola, o alho e o tomate deixe refogar por 5 minutos e adicione o palmito ou o recheio de sua preferência,mexa por mais trez minutos adicione o orégano e desligue. PREPARO DA MASSA: Misture todos os ingrediente, menos o fermento, em recipiente e misture até obter uma consistência homogênea. Adicione o fermento e misture até se incorporar com a massa, em uma forma untada com azeite e farinha, adicione uma camada de massa, coloque o recheio e por ultimo cubra com o restante da massa. Leve ao forno pré aquecido a 180°, por 40 minutos.E...FELIZ SÁBADO!

TORTA DE GRÃO DE BICO,BATATAS E PALMITO

Deliciosa!!!!!!!!!!!!! Ingredientes:250 gramas de grão de bico (utilizei 1 lata com o grão de bico já cozido); 1/2 kilo de batata ; 4 colheres de sopa de farinha de arroz (ou farinha de trigo); 2 cebolas picadas 4 dentes de alho espremidos ; Sal, molho de pimenta, orégano, cheiro verde e cebolinha a gosto; 4 ou 5 colheres de óleo ;Farinha de rosca. MODO DE PREPARO: Cozinhe o grão de bico e, ainda úmido, amasse bem com o garfo ou passe pelo processador (se for utilizar o da latinha é só amassar...)Cozinhe a batata e passe-a pelo espremedor de batatas. Em uma panela, refogue no óleo a cebola e o alho até dourarem. Acrescente a batata e o grão de bico e mexa bem. Coloque a farinha e os temperos, mexa até que fique tudo bem misturado. Unte a forma com um pouco de óleo e farinha de rosca. Coloque metade da massa na forma, depois o recheio e o restante da massa por cima. Polvilhe farinha de rosca por cima e, se preferir, enfeite com tiras de tomate. Leve ao forno médio por aproximadamente 40 minutos, ou até que fique dourada. RECHEIO:palmito, ervilha, tomate picado, azeitona, cebola, alho e temperos verdes. Refogue primeiro o tomate, depois acrescente o palmito e os demais ingredientes. Mexa bem, mas não deixe secar muito, para que fique cremoso.

20 de jul de 2011

O MEDO E O DESÂNIMO TEM A CURA EM DEUS

O povo escolhido de Deus do passado foi separado para Ele próprio, e os chamou dentre todo o resto do mundo, e assim são eles agora. Eles são um povo chamado pela Sua Graça especial – com um chamado gracioso ao qual eles não puderam resistir – e eles vieram imediatamente e se declararam do lado do Senhor. “Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos. E aos que predestinou, a esses também chamou.” (Romanos 8.29,30) Se você é chamado, depende disso você ser escolhido. Eu não quero dizer se você é chamado no senso comum com o chamado universal do Evangelho, pois nesse sentido, “muitos são chamados, mas poucos são escolhidos.” Você já foi chamado ao ponto de abandonar tudo por Cristo, ou está disposto a fazer isso? Você abandonou seus antigos prazeres e suas antigas companhias? E agora você é um separado, separado para Cristo? Primeiramente, nós somos lembrados DE UMA DOENÇA MUITO COMUM ENTRE OS BONS HOMENS – MEDO E DESÂNIMO. Essa doença do medo veio ao coração do homem junto com o pecado. Adão nunca teve medo de Deus, até o dia em que descumpriu o Seu mandamento. Quando o Senhor Deus caminhava no jardim na viração do dia, e Adão ouvia os passos do Todo Poderoso, ele apressava-se para entrar em comunhão com Deus, da mesma forma que uma criança querida fala com um pai amoroso.Mas no momento em que ele tocou o fruto proibido, ele correu e se escondeu. E quando Deus disse “Onde estás, Adão?” Adão foi todo encolhido e trêmulo, pois ele estava com medo de Deus. É o pecado, a consciência do pecado, que “nos faz a todos covardes.Dúvidas e medos também geram pecado. Foi dito que Jeroboão pecou, e fez com que Israel pecasse – assim é a descrença. Ela traz centenas de outros pecados em suas costas. O homem que acredita em Deus lutará contra a tentação, mas o homem que não acredita Nele cairá em qualquer cilada. Uma parte da estrada para o Céu todo homem deve enfrentar sem nenhuma companhia, a não ser seu Deus.O Senhor dos exércitos é a melhor das companhias. Sua sociedade é o deleite dos anjos, e a felicidade dos espíritos glorificados.O Pai está com você, o Filho está com você, o Espírito Santo está com você, e o que isto significa? Significa que a Onipotência estará com você para ser a sua força! A Onisciência estará com você para ser a sua sabedoria! A imutabilidade estará com você para ser o seu auxílio – todos os atributos de Deus estarão com você para ser o seu tesouro. “Não temas, porque eu sou contigo.”

A BÍBLIA

Amigos, antes de mais nada, deveremos nos questionar o porquê de aprendermos a ler a Bíblia.Para muitos, é um livro antiquado e fora de moda, escrito apenas para os antigos judeus e povos no início dos tempos...Mas, a história deste Livro grandioso, nos mostra a sua importância, seu papel e a razão pela qual deveremos aprender a estudá-lo, não somente lê-lo.O termo Bíblia tem origem no grego "Biblos" e somente foi usado a partir do ano 200 d.C. pelos cristãos. É um livro singular, inspirado por Deus, diversos Escribas, Sacerdotes, Reis, Profetas e Poetas (2Tm 3.16; 2Pe 1.20,21) a escreveram, num período aproximado de 1.500 anos, foram mais de 40 pessoas e notadamente vê-se a mão de Deus na sua unidade. Estes textos foram copiados e recopiados de geração para geração em diversos idiomas, tais como Hebraico, Aramaico e Grego, até chegar a nós. A Bíblia é o mais conhecido e mais lido de todos os livros praticamente por toda parte no planeta e nenhum outro se vendeu tanto até hoje. Não obstante a diversas polêmicas que criaram ao lerem o Velho Testamento e muito mais entre esse e o chamado Novo Testamento, é corrente no meio religioso a idéia de que há uma unanimidade maravilhosa de pensamento entre todos os escritores que participaram da criação do livro sagrado. Diante desse sucesso todo, muitos estudiosos têm dedicado tempo e muito trabalho perscrutando sua origem e o poder inexplicável desse livro sobre o imaginário humano, tornando-o a base da fé da maior parte do mundo, através da arqueologia e análise dos registros encontrado das bibliotecas de povos do Oriente Médio, chegou-se a uma conclusão sobre o seu início. O começo da Bíblia escrita remonta ao século sétimo antes da era Cristã.É acima de tudo, a Palavra de Deus,para nós que cremos em Deus,em Seu Filho Jesus e no poder maravilhoso da outra pessoa da divindade, que é o Espírito Santo, que se encontra ainda entre nós e por sua ação, podemos compreender as verdades preciosas escritas neste Livro Sagrado! É uma Carta de Amor, escrita por Deus, o Criador de todas as coisas, para nós, seus filhos, para que conheçamos a Sua vontade e sigamos suas orientações, a fim de que nos preparemos para os fatos e futuros acontecimentos da história deste mundo em que vivemos!

BOLINHOS DE BRÓCOLIS E BATATA

BOLINHOS DE BRÓCOLIS(TALOS)Ingredientes:1 unidade de cebola média, picada;6 colheres (sopa) de farinha de trigo;A gosto de óleo de girassol, para fritar;2 unidades de ovos; sal a gosto ;2 xícaras (chá) de talos de brócolis cozidos;3 batatas médias cozidas e espremidas.Modo de preparo:Bata no liquidificador os talos cozidos juntamente com os ovos. Retire e misture os ingredientes restantes com as batatas espremidas. Frite as colheradas em óleo quente ou leve para assar os bolinhos.//

EDIFICANDO SOBRE A ROCHA

“Porque ninguém pode lançar outro fundamento, além do que foi posto, o qual é Jesus Cristo”. (I Cor. 3:11).Ao estarem as pessoas sentadas na encosta do monte, ouvindo as palavras de Cristo, elas podiam ver vales e barrancos através dos quais as torrentes das montanhas fluíam em direção ao mar. No verão, essas águas muitas vezes desapareciam inteiramente, deixando apenas um seco e poeirento canal. Quando, porém, as tempestades do inverno rebentavam sobre os montes, os rios tornavam-se em impetuosas e devastadoras torrentes, inundando por vezes os vales e carregando tudo em sua irresistível enchente. Freqüentemente, então, as choupanas erguidas pelos camponeses na relvosa planície e que, aparentemente, se achavam fora do alcance do perigo, eram arrebatadas. No alto da montanha, no entanto, se encontravam casas edificadas sobre a rocha. Em algumas partes do país havia moradas construídas inteiramente de rocha, e muitas delas tinham suportado as tempestades de um milênio. Essas casas haviam sido erguidas com muita fadiga e grande dificuldade. Não eram de fácil acesso, e o local em que estavam não era convidativo como a planície verdejante. Estavam, porém, fundadas sobre a rocha; em vão sobre elas batiam as enchentes e as tempestades. Os que ouvem as palavras de Cristo e obedecem a elas estão edificando sobre a rocha, e quando vier a tempestade, sua casa não desabará. Obterão a vida eterna pela fé em Jesus Cristo. Os que são ouvintes mas não praticantes de Suas palavras, estão edificando sobre o fundamento da incerteza, que é de areia, e serão surpreendidos pela calamidade.Se Adão e Eva houvessem atendido às palavras que Deus lhes falara no princípio, não teriam caído de seu primeiro estado. Nosso Salvador enfrentou a tentação numa forma mais intensa e acerba do que ela se apresentou a Adão, e Sua única arma foi aquela que está ao alcance de todos - a Palavra de Deus. Quando Satanás se acercou de Cristo em Sua debilidade, e Lhe ordenou que saciasse a fome transformando as pedras em pão, demonstrando assim que era o Filho de Deus, Cristo respondeu: "Está escrito: Não só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus." Mat. 4:4.Enfrentaremos falsas doutrinas de toda espécie, e a menos que estejamos familiarizados com o que Cristo disse, e seguindo Sua instrução, seremos desencaminhados.

16 de jul de 2011

MIGALHAS

“E ela disse: Sim, Senhor, mas também os cachorrinhos comem das migalhas que caem da mesa dos seus senhores.” (Mt 15:27)ESTA mulher ganhou alento na sua miséria, ao pensar em CRISTO DE FORMA ELEVADA. O Mestre tinha falado sobre o pão dos filhos: “Agora,” arguiu ela, “como Tu és o dono da mesa da graça, sei que também és um generoso administrador e que, sem dúvida, há abundância de pão na Tua mesa. Haverá tal abundância para os filhos que ficarão também migalhas para deitar no chão aos cães, e os filhos não passarão pior porque os cães se alimentem.” Ela pensava em Jesus como em Alguém que mantinha uma mesa com tão boa comida que tudo o que ela necessitava, era apenas uma migalha em comparação com o que havia nela. Recorda, apesar de tudo, que o que ela queria era que o demônio saísse da sua filha. Isto era para ela uma coisa grande, mas, como tinha um alto conceito de Cristo, disse: “Isto não é nada para Ele; é só como Cristo dar uma migalha.” Este é o caminho real para o alento. Teres pensamentos exagerados quanto aos teus pecados, só te pode levar ao desespero; porém, teres conceitos elevados de Cristo te dirigirá ao porto de paz. “Os meus pecados são muitos; mas, oh! Para Jesus é uma bagatela tirá-los todos. O peso da minha culpa esmaga-me como o pé de um gigante esmagaria um verme; mas essa culpa não é mais do que uma partícula de pó para Ele, porque Ele já levou a Sua maldição no Seu corpo sobre a cruz. Será uma coisa insignificante para Ele dar-me a plena redenção, se bem que será para mim uma bênção infinita recebê-la”. A mulher (sirofenícia) abre a boca da sua alma muito amplamente, esperando grandes coisas de Jesus, e Ele enche-a com o Seu amor. Querido leitor, faz o mesmo. Ela reconheceu o que Cristo lhe disse, mas agarrou-se fortemente a Ele, e extraiu argumentos até das Suas duras palavras. Ela creu grandes coisas dEle e assim ela O conquistou. ELA ALCANÇOU A VITÓRIA CRENDO NELE. O caso dela é um exemplo de fé eficaz; e se queremos vencer como ela, devemos imitar as suas táticas.

PRIMAVERA COM CRISTO

Doce é o cheiro de primavera: o longo e triste inverno ajuda a apreciar esta vinda de calor genuíno, a sua promessa de verão também enaltece o seu poder de nos poder agradar. Após longos períodos depreciativos e deprimentes de espírito, torna-se agradável encararmos este Sol de toda a Justiça. Logo de seguida, as múltiplas graças vão-se erguendo como as doces papoulas e malmequeres que se abrem das suas noites de sono profundo. Assim, os nossos corações tornam-se alegres e festivos, pelo aparecer destas deliciosas notas de profunda gratidão, muito mais melódicas do que todo cantar dos pássaros belos e também por aquela paz duradoura que sempre conforta, muito mais brilhante do que as notas de uma pombinha – tais serão as notas discernidas dentro do nosso espírito primaveril. Agora é que se fez o tempo de uma alma buscar aquela intimidade com o seu Amado. Agora poderá a alma elevar-se de toda a sua natividade sórdida e melancólica, afastando-se das suas velhas companhias. Quando não erguemos a nossa vela em tempos favoráveis de ventos prometedores, seremos oportunamente inculpados de tal conduta negligente e promiscuamente leviana, pois os tempos de temperança deveriam passar por nós sem que nunca tivessem como vir a ser impedidos. Quando o Senhor Jesus nos visita em terno carinho e nos comanda a erguer-nos da nossa própria sonolência profunda, como escaparemos impunes se rejeitarmos tais tempos de benesse? Ele próprio Se ergueu daquela morte, para assim nos atrair a Ele mesmo: agora, Ele vive em nós pelo Seu Espírito Santíssimo, para nos fazer reviver das nossas cinzas, em total novidade de vida, para nos levar ao mais profundo dos Céus da comunhão com Ele. Que baste termos estado frios e indiferentes durante os nossos tempos de inverno profundo e amedrontador. Quando é o Senhor quem cria em nós uma fonte de águas vivas, que a nossa suculenta virtude seja espontânea e cheia de vigor e altamente resoluta. Oh Esplêndido e Cândido Senhor, se não houver primavera brilhando ainda no meu coração gelado, peço-Te que o faças degelar, pois estou inteiramente cansado de viver continuamente distante de Ti. Oh, que longo e triste este meu inverno! Quando lhe darás fim? Vem espírito Santo, renova toda a minha alma. Refaz-me por dentro, restaura-me por completo e tem misericórdia de mim. Este direito o imploro de Ti, para que cuides de Teu servo enviando-lhe um oportuno e contínuo avivamento espiritual.(Spurgeon).

A INIMIZADE CONTRA DEUS

“Porquanto a inclinação da carne é inimizade contra Deus.” Romanos 8:7-“Já que a mente posta na carne é inimiga de Deus.” A mente carnal está em todo momento inimizada com Deus. “Oh,” alguém dirá, “pode ser verdade que às vezes nos opomos a Deus", mas certamente nem sempre nos opomos. “Há momentos,” dirá alguém, “quando sinto que me rebelo, algumas vezes minhas paixões me conduzem a desviar-me; mas certamente há outras ocasiões favoráveis quando realmente sou amigável com Deus, e lhe ofereço verdadeira devoção. Sim, mas preste atenção, o que é verdade hoje, não é falso amanhã; “a inclinação da carne é inimizade contra Deus” todo o tempo. O lobo poderá estar adormecido, mas continua sendo lobo. A serpente, com seus tons camaleônicos, pode dormitar no meio das flores, e a criança pode acariciar seu dorso liso, mas continua sendo uma serpente; não muda sua natureza ainda que esteja adormecida. O mar é o albergue das tormentas, ainda que esteja plácido como um lago; o trovão continua sendo o trovão que retumba poderosamente, ainda que se encontre tão longe que não possamos escutá-lo. E o coração, ainda que não percebamos suas ebulições, ainda que não vomite sua lava, e não jogue as ferventes rochas de sua corrupção, continua sendo o mesmo temível vulcão. Em todo momento, a todas horas, a cada instante (digo isto segundo o que Deus diz), se vocês são carnais, cada um de vocês é inimizado contra Deus. Todos os desígnios da carne são inimizade contra Deus. O texto diz: “A inclinação da carne é inimizade contra Deus”; isto é, todo o homem, cada parte dele: cada poder, cada paixão. “Que parte do homem foi afetada pela queda?” pensamos que a queda somente foi sentida pelos sentimentos, mas que o intelecto permaneceu incólume; alguns argumentam isto sustentados na sabedoria do homem, e os impressionantes descobrimentos que foram feitos, tais como a lei da gravidade, a máquina a vapor e as ciências. Agora, eu considero estas coisas como uma exposição insignificante de sabedoria, quando as comparamos com o que se descobrirá dentro de cem anos, e diminutas quando comparadas com que o que se poderia descobrir caso o intelecto humano houvesse permanecido em sua condição original. Eu creio que a queda esmagou o homem completamente. Ainda que quando passou como uma avalanche sobre o poderoso templo da natureza humana, alguns elementos permaneceram intactos, e em meio às ruínas se pode encontrar por aqui e por ali, uma flauta, um pedestal, uma coroa, uma coluna, que não estão completamente quebrados, a estrutura inteira caiu, e suas relíquias mais gloriosas são coisas caídas, fundidas no pó. O homem completo está estropiado. Olhem nossa memória; acaso não é verdade que a memória participa da queda? Eu posso recordar muito mais as coisas más que as coisas que tem cheiro de piedade. Se eu escuto uma canção lasciva, essa música infernal ficará em meus ouvidos até que eu fique grisalho. Mas se escuto uma nota de santo louvor: ai!,. me esqueço! Por que a memória aperta com mão de ferro as coisas más, mas sustém com dedos frágeis as coisas boas!Deve haver uma mudança, se pensamos no estado futuro, pois, como poderiam os inimigos de Deus sentar-se no banquete das bodas do Cordeiro? Esta mudança deve ser feita por um poder superior ao nosso. Um inimigo pode possivelmente converter-se em amigo; mas não a inimizade. Se ser um inimigo fosse uma adição à sua natureza, ele poderia tornar-se um amigo; mas se é a essência mesma de sua existência ser inimizade, positiva inimizade, a inimizade não se pode mudar a si mesma. Não,devemos fazer algo mais do que podemos alcançar. Isto é precisamente o que se esquece nestes dias. Necessitamos a unção do Espírito Santo, se queremos ter mais obra de conversão. Se vocês operarmos a mudança em nós mesmos, e nos tornarmos melhores, e melhores, e melhores, mil vezes melhores, nunca seremos o suficientemente bons para o céu. Enquanto o Espírito de Deus não haja posto Sua mão em nós; enquanto não haja regenerado o coração, enquanto não haja purificado a alma, enquanto não haja mudado o ser inteiro e não haja feito de nós uma nova criatura, não poderemos entrar no céu.(Spurgeon)

15 de jul de 2011

VERDADES IMPORTANTES PARA TODOS

Temos que proclamar ao mundo as grandes e solenes verdades do Apocalipse. Estas verdades têm que entrar nos próprios desígnios e princípios da igreja de Deus. É pronunciada uma bênção sobre quem presta a devida consideração a esta comunicação. A bênção é prometida para estimular o estudo desse livro. Não devemos, de maneira alguma, cansar-nos de examiná-lo por motivo de seus símbolos aparentemente místicos. Cristo nos pode dar a compreensão. Deve haver estudo mais aprimorado e mais diligente do Apocalipse, e apresentação mais fervorosa das verdades que contém - verdades que concernem a todos quantos vivem nestes últimos dias. Expliquem nossos pastores e mestres essas profecias àqueles que estão instruindo. Deixem fora de seus discursos assuntos de menor importância, e apresentem as verdades que hão de decidir o destino das almas. Como na antiguidade, ao claro testemunho da Palavra de Deus opunha-se a indagação: "Têm crido alguns dos príncipes ou dos fariseus?" E, vendo quão difícil tarefa era refutar os argumentos aduzidos dos períodos proféticos, muitos desencorajavam o estudo das profecias, ensinando que os livros proféticos estavam selados, e não deveriam ser compreendidos. Multidões, confiando implicitamente nos religiosos, recusaram-se a ouvir a advertência; e outros, ainda que convictos da verdade, não ousavam confessá-la para não ser "expulsos da sinagoga". A mensagem que Deus enviara para provar e purificar a igreja revelou com muita evidência quão grande era o número dos que haviam posto a afeição neste mundo ao invés de em Cristo. Os laços que os ligavam à Terra, mostravam-se mais fortes do que as atrações ao Céu. Preferiam ouvir a voz da sabedoria mundana, e desviavam-se da probante mensagem da verdade.

NÃO PODEMOS NOS CALAR

As profecias que o grande EU SOU tem dado em Sua Palavra, unindo elo com elo na cadeia dos acontecimentos da eternidade no passado à eternidade no futuro, dizem-nos onde estamos hoje na sucessão dos séculos,e o que se pode esperar no tempo por vir. Tudo o que a profecia tem predito que haveria de acontecer, até o presente, tem tomado lugar nas páginas da História, e podemos estar certos de que tudo quanto ainda está por suceder será cumprido no seu devido tempo.Hoje os sinais dos tempos declaram que estamos no limiar de grandes e solenes eventos. Tudo em nosso mundo está em agitação. Ante nossos olhos cumprem-se as profecias do Salvador, de acontecimentos que precederiam Sua vinda. "E ouvireis de guerras e de rumores de guerras. ... Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares."( Mateus 24:6 e 7).O tempo presente é de dominante interesse para todos os viventes. Governadores e estadistas, homens que ocupam posições de confiança e autoridade, homens e mulheres pensantes de todas as classes, têm fixa a sua atenção nos fatos que se desenrolam em redor de nós.Acham-se a observar as relações tensas e inquietas que existem entre as nações. Observam a intensidade que está tomando posse de todo o elemento terrestre, e reconhecem que algo de grande e decisivo está para ocorrer, ou seja, que o mundo se encontra à beira de uma crise estupenda. A Bíblia, e a Bíblia só, permite uma visão correta dessas coisas. Nela estão reveladas as grandes cenas finais da história de nosso mundo, acontecimentos que já estão lançando suas primeiras sombras, o som de cuja aproximação fazendo tremer a Terra, e o coração dos homens desmaiando de terror. Muitos há que não compreendem as profecias referentes aos nossos dias, e precisam ser esclarecidos. É dever, tanto do vigia como do leigo, dar à trombeta sonido certo. Sede fervorosos, "clama em alta voz, não te detenhas, levanta a voz como a trombeta e anuncia ao Meu povo a sua transgressão e à casa de Jacó, os seus pecados".(Isaías 58:1).

14 de jul de 2011

FOI CONTADO ENTRE OS TRANSGRESSORES...

Por que é que Jesus consentiu em ser contado com os pecadores? Esta admirável condescendência fica justificada por muitas e poderosas razões. Em primeiro lugar, em tal caráter Ele poderia ser o melhor advogado deles. Em algumas causas há uma identificação entre o advogado e o cliente; ante o olho da lei não podem ser considerados à parte um do outro. Agora, quando o pecador é conduzido ao tribunal, Jesus em pessoa aparece ali. Ele está para responder à acusação. Ele mostra o Seu flanco, as Suas mãos, os Seus pés e desafia a Justiça a que apresente qualquer coisa contra os pecadores a quem Ele representa; Ele responde à acusação com o Seu sangue, e fá-lo-á tão triunfalmente, contando-Se entre os pecadores e tendo uma parte com eles, que o Juiz diz: "Deixai ir estes; Livra-os, para que não desçam à cova; já Ele achou um resgate." Nosso Senhor foi contado com os transgressores para que eles sentissem os seus corações atraídos para Ele. Quem pode ter medo de Alguém que está inscrito na mesma lista, conosco? Com toda a certeza, podemos ir até Ele audaciosamente e confessar-Lhe a nossa culpa. Aquele que está contado conosco não nos pode condenar. Não foi Ele registrado por escrito na lista dos transgressores para que nós fôssemos inscritos no rolo carmesim dos santos? Ele era santo e estava inscrito entre os santos; nós somos culpados e estamos contados entre os culpados. Ele transfere o Seu nome daquela lista para esta negra acusação escrita, e os nossos nomes são apagados da acusação escrita e escritos no rolo da aceitação, porquanto há uma completa transferência entre Jesus e o Seu povo. Jesus tomou toda a nossa condição de miséria e os nossos pecados, e tudo o que Ele tem veio a ser nosso. A Sua justiça, o Seu sangue e tudo o que Ele tem no-lo dá como nosso dote. Regozija-te, na tua união com Aquele que foi contado com os transgressores; e demonstra que tu és verdadeiramente salvo por teres sido manifestamente contado com os que são novas criaturas nEle.

Carboidratos e Calorias

A maior parte das calorias da alimentação humana é garantida pelos Carboidratos.A sofisticação do nível de vida em países industrializados ocasionou profundas mudanças ma dieta. O consumo do açúcar refinado aumentou vertiginosamente, ao mesmo tempo que a quantidade de fibra proveniente dos grãos, vegetais e alimentos não beneficiados, diminuiu. As frutas são a melhor fonte natural de carboidratos simples, e os grãos e as raízes, a de carboidratos complexos(amido). Se dividem em monossacarídeos (glicose, frutose galactose e pentoses)e polissacarídeos - a sacarose(glicose+frutose),mais popularmente conhecido como açúcar de mesa, é mais comum na alimentação moderna.O açúcar refinado contém grande concentração de sacarose,sendo nutricionalmente pobre. O consumo exagerado de açúcar, frequente na dieta moderna,encontra-se associado a incorreções nutricionais que constituem fatores causais de obesidade e várias doenças metabólicas relacionadas. Alguns alimentos e os teores de carboidratos:Banana-passa(67,30%);ameixa seca(23,15%);feijão mulatinho(52,95%);milho(70,0%); uva passa(75,40%);grão de bico (58,30%). Devemos nos alimentar de forma adequada, combinando os alimentos de forma a equilibrar as necessidades do nosso corpo, fornecendo a ele energia saudável e longevidade, combinada a exercícios físicos e boa alimentação. Observe atentamente a esta pirâmide alimentar...Vale a pena começar hoje!Sucesso nesta caminhada...

CONCERTO ETERNO

A nós, como a Israel, o sábado é dado "em concerto perpétuo". (Êxodo 31:16). Para os que reverenciam o Seu santo dia, o sábado é um sinal de que Deus os reconhece como Seu povo eleito, o penhor de que cumprirá para com eles Seu concerto. Qualquer alma que aceitar esse sinal do governo de Deus, coloca-se a si mesma sob o concerto divino e perpétuo. Liga-se assim à áurea cadeia da obediência, cada elo da qual representa uma promessa.De todos os dez preceitos, só o quarto contém o selo do grande Legislador, Criador dos céus e da Terra. Os que obedecem aos Seus mandamentos tomam-Lhe o nome, e todas as bênçãos que esse nome implica lhes serão garantidas. "E falou o Senhor a Moisés, dizendo: Fala a Arão, e a seus filhos, dizendo: Assim abençoareis os filhos de Israel, dizendo-lhes: "O Senhor te abençoe e te guarde: O Senhor faça resplandecer o Seu rosto sobre ti, E tenha misericórdia de ti; O Senhor sobre ti levante o Seu rosto, e te dê a paz. Assim porão o MEU NOME sobre os filhos de Israel, E Eu os abençoarei." Números 6:22-27.Por intermédio de Moisés, foi feita a seguinte promessa: "O Senhor te confirmará para Si por povo santo, como te tem jurado, quando guardares os mandamentos do Senhor teu Deus, e andares nos Seus caminhos. E todos os povos da Terra verão que és chamado pelo NOME do Senhor. ... E o Senhor te porá por cabeça, e não por cauda; e só estarás em cima, e não debaixo, quando obedeceres aos mandamentos do Senhor teu Deus, que hoje te ordeno, para os guardar e fazer." Deut. 28:9-13.Falando da inspiração divina, diz o salmista: "Vinde, cantemos ao Senhor, Cantemos com júbilo à Rocha da nossa salvação. Apresentemo-nos ante a Sua face com louvores, E celebremo-Lo com salmos. Porque o Senhor é Deus grande, E Rei grande acima de todos os deuses. Nas Suas mãos estão as profundezas da Terra, E as alturas dos montes são Suas. Seu é o mar, pois Ele o fez, E as Suas mãos formaram a terra seca. Ó, vinde, adoremos e prostremo-nos; Ajoelhemos diante do Senhor que nos criou. Porque Ele é nosso Deus, E nós povo do Seu pasto e ovelhas da Sua mão." Salmos 95:1-7; Salmos 100:3.

POR QUE PASSAMOS POR PROVAÇÕES?

“Assentar-Se-á como derretedor e purificador de prata; purificará os filhos de Levi e os refinará como ouro e como prata; eles trarão ao Senhor justas ofertas”. (Malaquias 3:3).Aqui está o processo, o refinador e purificador processo, a ser levado a cabo pelo Senhor dos Exércitos. A obra é muito difícil ...para a entendermos, mas é somente por meio deste processo que as escórias e impurezas podem ser removidas. Nossas provas são absolutamente necessárias para levar-nos para mais perto de nosso Pai celestial, em obediência a Sua vontade, para que possamos dedicar ao Senhor uma oferta em justiça. Deus nos deu cada uma de nossas habilidades e talentos para que os aproveitemos. Precisamos de uma nova e viva experiência na vida divina, a fim de fazermos a vontade de Deus. Nenhum acúmulo de experiência passada bastará para o presente, ou nos fortalecerá para vencermos as dificuldades que surgem em nosso caminho. Precisamos ter nova graça e renovada força diária para sermos vitoriosos. Abraão, Moisés, Elias, Daniel, e muitos outros, foram todos severamente provados mas não da mesma maneira. Cada um tem seus testes e provas individuais no drama da vida, mas exatamente a mesma prova raramente vem duas vezes. Cada um tem sua própria experiência, peculiar em seu caráter e circunstâncias, para realizar determinada obra. Deus tem uma obra, um propósito, na vida de cada um de nós. Cada ato, por pequeno que seja, tem seu lugar em nossa experiência.Quem dera pudéssemos todos sentir que cada passo que damos tem uma durável e controladora influência sobre nossa própria vida e a de outros. Então, quanto necessitamos, de comunhão com Deus! Que necessidade de divina graça para dirigir cada um de nossos passos e nos mostrar como alcançar um caráter cristão!

13 de jul de 2011

ÚLTIMAS PALAVRAS...

Praticamente nada é mais esclarecedor do que o testemunho de moribundos. Mesmo mentirosos confessam então a verdade. Um olhar para o leito de morte revela muitas vezes mais do que todas as grandes palavras e obras em tempo de vida. No momento em que pessoas se vêem confrontadas com a morte, muitas perdem suas máscaras e tornam-se verdadeiras. Muitos tiveram que reconhecer que edificaram sobre a areia, se entregaram a uma ilusão e seguiram a uma grande mentira. Aldous Huxley escreve no prefácio do seu livro “Admirável Mundo Novo”, que se deveria avaliar todas as coisas como se estivessem sendo vistas do leito de morte. “Ensina-nos a contar os nossos dias, para que alcancemos coração sábio” (Salmo 90:12), diz a Bíblia. Últimas Palavras de : VOLTAIRE, o famoso zombador, teve um fim terrível. Sua enfermeira disse: “Por todo o dinheiro da Europa, não quero mais ver um incrédulo morrer!” Durante toda a noite ele gritou por perdão. DAVID HUME, o ateu, gritou: “Estou nas chamas!” Seu desespero foi uma cena terrível. NAPOLEÃO (escreveu seu médico particular): “O imperador morre solitário e abandonado. Sua luta de morte é terrível.” CARLOS IX (França): “Estou perdido, reconheço-o claramente.”SIR THOMAS SCOTT, o antigo presidente da Câmara Alta inglesa: “Até este momento, pensei que não havia nem Deus, nem inferno. Agora sei e sinto que ambos existem e estou entregue à destruição pelo justo juízo do Todo-Poderoso.”GOETHE: “Mais luz!” NIETZSCHE: “Se realmente existe um Deus vivo, sou o mais miserável dos homens.” LÊNIN morreu em confusão mental. Ele pediu pelo perdão dos seus pecados a mesas e cadeiras. CHURCHILL: “Que tolo fui!” JESUS CRISTO: “Está consumado.” Voltaire, David Hume e outros, certamente teriam rido ou zombado, se em tempo de vida se explicasse a eles, que sem Jesus Cristo estariam eternamente perdidos. Apesar disso, eles tiveram que reconhecer que isso é verdade e que a Bíblia tem razão ao dizer: “E, assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez e, depois disto, o juízo” (Hebreus 9:27). Como você morrerá? Será muito tarde também para você? Quais serão suas últimas palavras? Queridos,temos que dizer-lhe, quer queira aceitá-lo ou não: Sem Jesus e sem o perdão dos pecados através do Seu sangue, você está perdido. Diante do Deus Santo, você está absoluta, total e eternamente perdido. Se você acha que com a morte tudo acaba, pertence às pessoas mais enganadas. Existe somente um que pode salvá-lo: JESUS CRISTO. Você acha realmente, que os homens anteriormente citados representaram uma comédia piedosa quando chegou o fim? Sem ter paz com Deus, a morte é uma terrível realidade, da qual o mundo foge. Não se gostaria de ouvir nada a respeito, ela é afastada dos pensamentos. Mas será que a política da avestruz é uma solução inteligente?Você quer saber? — Se vier com seu coração a Jesus Cristo e realmente quiser paz com Deus, você pode dizer esta oração: “Senhor Jesus, por favor, perdoa toda a minha culpa e meus pecados, minha rebelião e minha vida própria. Agradeço-te porque morreste por mim e pagaste com teu sangue o preço pelos meus pecados. Por favor, entra agora em minha vida. Abro-te a porta do meu coração e te peço que a partir de agora sejas meu Senhor. Agradeço, porque me ouves e aceitas.” O que importa não é a formulação, mas a atitude do coração. Jesus diz: “o que vem a mim, de modo nenhum o lançarei fora” (João 6:37). Unicamente Jesus tirou o poder da morte.Você pode agora passar por cima disso, seguro de si e com um sorriso, afastando dos seus pensamentos o que acabou de ler. Mas, mesmo assim, você não poderá fugir da morte. E então? “Dá-me a conhecer, Senhor, o meu fim, e qual a soma dos meus dias, para que eu reconheça a minha fragilidade. Deste aos meus dias o comprimento de alguns palmos; à tua presença o prazo da minha vida é nada. Na verdade, todo homem, por mais firme que esteja, é pura vaidade” (Sl 39.4-5). Por isso, o profeta Amós diz: “prepara-te..., para te encontrares com o teu Deus”-Amós 4:12. (Alexander Seibel )

ANALISANDO AS PROFECIAS BÍBLICAS

Se voce não acredita nas Profecias Bíblicas,veja à luz da História que a Palavra de Deus se cumpriu com exatidão no passado,se cumpre no presente e se cumprirá,,no futuro!Estude as Profecias,veja os sinais dos Tempos e prepare-se!

AS SETE CARTAS ÀS 7 IGREJAS - ÉFESO(1ª)

NESTA SÉRIE,VOCE PODERÁ CONHECER BEM O CAPITULO 02 DO APOCALIPSE, QUE SE REFERE AS SETE CARTAS DE JOÃO.QUANDO ESTAVA PRESO NA ILHA DE PATMOS,ELE ESCREVEU A MANDO DE CRISTO, AOS NOVOS CRISTÃOS QUE ESTAVAM SENDO PERSEGUIDOS. ESTA PRIMEIRA CARTA FOI PARA A IGREJA DE ÉFESO.CONHEÇA A PARTE HISTÓRICA DO APOCALIPSE! E... ASSISTA AOS OUTROS VÍDEOS NO YOUTUBE!