27 de fev de 2011

ADORAÇÃO E LOUVOR VERDADEIROS

CONTINUAÇÃO...Música e Louvor.************ Diferentes instrumentos foram feitos e aperfeiçoados para propósitos específicos. Quando as pessoas me perguntam sobre o uso de bateria na igreja,primeiramente sugiro: ‘Por que não usar um tímpano? É um tipo de percussão. Se tambores são neutros, então o tímpano deveria ser tão bom quanto o tambor de uma bateria. Eles olham para mim perplexos e dizem: “Bem, não era esse o tipo de tambor que eu tinha em mente. Eu quero a bateria que é usada numa banda de música popular”. É claro que a razão pela qual querem esse tipo de tambor é o fato de desejarem tocar determinado tipo de música”. “Há razões pelas quais determinados instrumentos são mais apropriados para certos propósitos. A bateria foi desenvolvida para produzir um som agressivo, fortemente rítmico, a fim de ser cultivado na música popular. Mas, pela mesma razão que as pessoas normalmente não querem órgãos de tubo em bandas de Rock, uma bateria não é apropriada para a igreja, especialmente quando sentimentos como reverência e contemplação estão em jogo. O som percussivo "pesado" produzido por esses instrumentos, não se harmoniza com o tipo de música que deveria ser enfatizada na adoração de Jeová (ver Isaías 6:1-8), onde reverência, paz, alegria, arrependimento e compromisso formam a essência das emoções apropriadas. Pode-se concluir, também, que instrumentos que não produzem harmonia nem melodia, mas apenas ruídos (bateria, chocalhos, pratos, triângulos, etc.), servem unicamente para acentuar o ritmo, causando um desequilíbrio nos elementos que compõe a música. Este desequilíbrio ocorre em detrimento da melodia e da harmonia, introduzido assim um elemento profano na música, visto que acentua os efeitos físicos e atenua os elementos que apelam à mente. Portanto, são próprios para a música profana e não para a música sacra. Deus não lançará mão de instrumentos desenvolvidos pelo inimigo para transformar mentes e corações para seres capazes de louvá-Lo pela eternidade no Céu com música ritmada para distrair a mente e ativar os músculos. “É impressionante como a bateria/tambores está para a música rock, como o mar está para peixes. Por quê? É para tornar as massas dançantes, agitadas, pouco reflexivas, normalmente a música rock tem uma mensagem para passar para os jovens, o que também pode ser chamado de produto para ‘vender’. O Rock induz a juventude a comprar esse ‘produto’, dentro de contexto musical. “Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem” (João 4.23). Adoração e louvor não são a mesma coisa!Definitivamente. Segundo o dicionário, louvor é um elogio, uma apologia, uma glorificação,exaltação ou aclamação. Ou seja, o louvor é um elogio mais enfático. Podemos, portanto, louvar diversas coisas, como uma comida, grandes feitos de homens destacados pela nossa sociedade, a beleza de um lugar, as virtudes de uma esposa, um atleta que se destaca (ver Romanos 13:3; I Coríntios 4:5; Filipenses 4:8). Porém, adoração é devida somente a Deus, enquanto o louvor pode ser dirigido a homens. “Talvez este seja o motivo pelo qual hoje, ao referir-se sobre música na igreja, seja colocada tanta ênfase no termo louvor, e fale-se tão pouco em adoração. (...) O louvor a Deus é importante, é bíblico, mas é somente um dos aspectos da adoração. O nome de Deus deve ser exaltado, glorificado e proclamado, mas quando a Bíblia fala ‘Mas o Senhor está no seu santo templo; cale-se diante dele toda a terra’ (Habacuque 2:20), ela claramente não está se referindo ao louvor, mas à adoração reverente”. O louvor (elogio) tem que ser dirigido única e exclusivamente a Deus. (I Crônicas 16:8-11; Salmos 16:2; 98:4-6; 113; 117; 147; 148; 149;150; Colossenses 3:23-24);. Deve partir de um coração plenamente consciente de sua condição diante de um Deus supremo, perfeito e santo. (Salmos 138:6; 147:6; Isaías 57:15; 66:2; Miquéias 6:8; Mateus 5:3; 18:4; Efésios 4:1-2; Colossenses 3:12; I Pedro 3:8-9; 5:5). Toda arte, técnica e gosto humanos tem que estar absolutamente consagrados, para que possam ser apresentados diante de um Deus supremo, perfeito e santo. Não há adoração sem humildade e consagração (Levíticos 11:44-45; 19:2; 20:7, 26; Salmos 24:3-4; Isaías 6:2-4; Habacuque 2:20; Romanos 12:1).Queridos, sabendo destas coisas,vamos selecionar o que ouvimos e principalmente,o que ouvimos quando temos a intenção de Louvar ao nosso Criador e Senhor.

Nenhum comentário: