18 de jun de 2011

QUANDO DEUS SUPRE AS DEFICIÊNCIAS

E nós, na qualidade de cooperadores com Ele, também vos exortamos a que não recebais em vão a graça de Deus. II Cor. 6:1.Devemos ser sócios na obra de Deus através do mundo inteiro; onde quer que haja pessoas a serem salvas, devemos prestar nosso auxílio, para que sejam conduzidos a Deus muitos filhos e filhas. O fim está próximo, e por esta razão devemos tirar o máximo proveito de toda habilidade a nós confiada.Como não devem sentir-se os anjos ao verem aproximar-se o fim, e divisar tantos daqueles a quem foi confiada a última mensagem de misericórdia aglomerando-se, freqüentando reuniões em consideração ao benefício que advirá a sua própria alma e sentindo-se descontentes se não houver muita pregação, ao passo que têm pouco interesse ou pouco fazem pela salvação dos outros! Todos os que por viva fé realmente se acham unidos a Cristo serão participantes da natureza divina. DEle constantemente estarão recebendo vida espiritual, e não podem permanecer calados.A vida sempre se manifesta pela atividade. Se o coração está vivo, ele enviará o sangue vital a todas as partes do organismo. Aqueles cujo coração está repleto de vida espiritual não precisam ser incitados a revelá-lo. A vida divina deles fluirá em ricas correntes de graça. Ao orarem, ao falarem, ao trabalharem, Deus é glorificado.Se os homens a quem Deus confiou talentos intelectuais recusarem usar esses dons para Sua glória, depois de provas e provações Ele os deixará entregues a suas próprias imaginações e tomará homens que não parecem ser tão ricamente dotados, que não têm grande confiança-própria, e fortalecerá os fracos porque confiam que Deus fará por eles o que não podem fazer por si mesmos. Deus aceitará o serviço sincero, e Ele mesmo suprirá as deficiências.(Testimonies, vol. 6, pág.440)

Nenhum comentário: