30 de jul de 2011

NOSSA MAIOR NECESSIDADE

Se, no lugar em que nos achamos, nos falta a fé quando se apresentam dificuldades, faltar-nos-á fé em qualquer lugar.Nossa maior necessidade é de FÉ EM DEUS. Ao olharmos para o lado escuro, perdemos nossa segurança no Senhor Deus de Israel. Ao abrir-se o coração a temores e conjeturas, o caminho do progresso é o...bstruído pela incredulidade. Não pensemos jamais que Deus tenha abandonado Sua obra.Tem que haver menos comentário de incredulidade, menos conjeturas de que isto ou aquilo está impedindo o caminho. Avancemos com fé; confiemos em que o Senhor preparará o caminho para a Sua obra. Então encontraremos descanso em Cristo. Cultivando fé, e colocando-nos na devida relação para com Deus, e dispondo-nos, com fervorosa oração, a cumprir nosso dever, o Espírito Santo atuará em nós. Os muitos problemas que agora nos parecem misteriosos, nós mesmos poderemos resolver, pela contínua confiança em Deus. Não precisamos andar em penosa indecisão, pois estamos vivendo sob a guia do Espírito Santo. Podemos andar e trabalhar com confiança.Se quisermos ter mãos limpas e coração puro, precisamos ter menos fé no que somos capazes de fazer, e mais no que o Senhor pode fazer por nós. Não estajamos empenhados em nosso próprio trabalho; estejamos fazendo a obra de Deus. Precisa-se de mais amor, mais franqueza, menos suspeita, menos pensar mal. Precisamos estar menos dispostos para culpar e acusar. É isso que é tão ofensivo a Deus. O coração precisa ser abrandado e subjugado pelo amor. O estado débil de nosso povo resulta de que seu coração não é reto para com Deus. Não nos acabrunhemos. Olhando para as aparências, e queixando-nos quando vêm dificuldades e apuros, revelamos fé doentia, debilitada. Por nossas palavras e obras, mostremos que nossa fé é invencível. O Senhor é rico em recursos. Ele possui o mundo. Olhemos para Ele, que tem luz, e poder, e eficiência. Ele abençoará todo o que procura comunicar luz e amor.O Senhor deseja que todos compreendam que sua prosperidade se acha oculta com Ele em Cristo; que ela depende de sua humildade e mansidão, sua sincera obediência e devoção. Ao aprendermos do grande Mestre a lição de morrermos para o próprio eu, de não depositarmos confiança no homem, nem fazermos da carne o nosso braço, então, invocando-O nós, o Senhor nos será socorro presente em todo tempo de necessidade. Ele nos guiará retamente. Estará à sua mão direita para nos dar conselho. Nos dirá: "Este é o caminho, andai nele." (Isaias 30:21).

Nenhum comentário: