3 de dez de 2011

ENQUANTO JOVENS


Ninguém despreze a tua mocidade; pelo contrário, torna-te padrão dos fiéis, na palavra, no procedimento, no amor, na fé, na pureza. I Tim. 4:12. Era Timóteo simples rapaz quando foi escolhido por Deus como mestre; mas tão firmes eram seus princípios, graças a uma educação correta, que se achava apto para esse encargo importante. Desempenhava-se de suas responsabilidades com mansidão cristã. Era fiel, inabalável e verdadeiro, e Paulo o escolheu para ser seu companheiro nos trabalhos e viagens. Para que Timóteo não se sentisse menosprezado por causa de sua juventude, escreveu-lhe Paulo: "Ninguém despreze a tua mocidade." Podia com segurança dar-lhe esse conselho, porque Timóteo não era presunçoso, e sempre buscava orientação. Muito jovem existe que age seguindo o impulso, e não o são juízo. Timóteo, porém, a cada passo indagava: "É este o caminho do Senhor?" Não possuía talentos brilhantíssimos, mas consagrou ao serviço de Deus todas as suas aptidões, e isso tornava valioso o seu trabalho. Deus usará hoje a juventude, como Se serviu de Timóteo, se se submeterem a Sua guia. É privilégio nosso sermos missionários de Deus. Ele apela para vós, para trabalhardes por vossos companheiros. Selecionai aqueles que sabeis estar em perigo, e no amor de Cristo procurai ajudá-los. Como devem eles conhecer o Salvador a menos que em Seus seguidores vejam as Suas virtudes? (SDA Bible Commentary, vol. 7, pág. 915). O mais elevado alvo dos nossos jovens não deve ser o excessivo esforço em busca de alguma coisa singular. Não havia nada disso no pensamento e no trabalho de Timóteo. Devem os jovens ter em mente que, nas mãos do inimigo de todo o bem, o conhecimento sozinho pode ser um poder que os destrua. Foi um ser muito intelectual, que ocupava elevada posição entre os anjos, que afinal se tornou um rebelde; e muito espírito de superiores realizações intelectuais está agora sendo levado cativo por seu poder. Os jovens devem colocar-se sob os ensinamentos das Escrituras Sagradas, e entretecê-las em seus pensamentos cotidianos e na vida prática. Então possuirão os atributos classificados como os mais elevados nas cortes celestiais. ( The Youth's Instructor, 5 de maio de 1898 ).

Nenhum comentário: