24 de mai de 2012

SINAL DO CONHECIMENTO DE DEUS "Aquele que não ama não conhece a Deus".(I João 4.8).
A marca distintiva do crente é seu amor pelo Senhor Jesus e a profundidade de sua afeição por Ele. Primeiramente, a fé capacita a alma a dizer, como o fez o apóstolo: “Vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim” (Gaiatas 2.20). Depois, o amor oferece a sua gratidão e, em retorno, manifesta-se para com Jesus. “Nós amamos porque ele nos amou primeiro” (1 João 4.19). Nos dias da igreja primitiva, que foi a época de heróis da fé cristã, esta marca dupla foi vista claramente em todos os crentes em Jesus. O amor que eles sentiam pelo Senhor Jesus não era uma emoção quieta que escondiam no mais íntimo de sua alma. Não era um assunto sobre o qual eles falavam em particular, nos cultos de domingo, onde cantavam hinos de louvor a Jesus. Pelo contrário, o amor daqueles crentes era uma paixão poderosa que os consumia totalmente. Era um amor visível nos atos deles, expressado nas conversas e refletido no olhar deles, mesmo em um relance casual. O amor daqueles crentes por Jesus era uma chama que alimentava o âmago do ser deles. Esse fogo abria o seu caminho em direção ao homem exterior e resplandecia ali. Devido ao fato de que aqueles crentes dependiam do amor de Cristo, eles eram muito ousados; e, por causa de seu amor por Cristo, eles fizeram muito. Isto é verdade até hoje. No mais íntimo de seu ser, os filhos de Deus são regidos pelo amor. “O amor de Cristo nos constrange” (2 Coríntios 5.14).

Nenhum comentário: