12 de jun de 2012

SOCORRO,SENHOR! Socorro, SENHOR! Salmos 12.1 A oração em si mesma é notável, pois é curta mas, oportuna, concisa e sugestiva. Davi lamentou a escassez de homens fiéis; por isso, levantou a sua voz a Deus em súplica. Quando a criatura falhou, Davi correu ao Criador. Evidentemente, Davi sentiu a sua própria fraqueza, pois, do contrário, não teria clamado por ajuda. Entretanto, ao mesmo tempo, ele decidiu, sinceramente, se esforçar em benefício da causa da verdade, pois a palavra "socorro" é inaplicável onde nós mesmos nada fazemos. Há muita exatidão, clareza de percepção e intrepidez nesta petição de duas palavras — muito mais, na realidade, que nas longas e incoerentes expansões de certos crentes. O salmista sabia o que estava procurando e onde poderia encontrá-lo. Senhor, ensina-nos a orar desta maneira bendita. Esta súplica é conveniente em aflições providenciais, para crentes que estão sendo provados e descobrem que todos os socorros humanos lhes falharam. Pessoas com casos difíceis podem obter ajuda por elevarem este clamor ao Espírito Santo, o grande Ensinador.

Nenhum comentário: