3 de abr de 2012

QUEM VERDADEIRAMENTE ME AMA


Ó Tu, a quem ama a minha alma.” (Ct 1:7 ARC1995)

É bom poder dizer do Senhor Jesus sem nenhum “se” ou “mas”: “Ó Tu, a quem ama a minha alma”! Muitos apenas podem dizer que creem que amam a Jesus; confiam que O amam, mas só uma experiência pobre e superficial se satisfará ficando ali. Ninguém deve dar repouso ao seu espírito até sentir-se completamente seguro num assunto de tão vital importância. Não devemos estar satisfeitos com uma esperança superficial de que Jesus nos ama, e com uma mera crença de que nós O amamos a Ele. Os santos do passado não falavam, duma maneira geral, com “mas” e “ses”; com “eu espero” e “eu creio”, mas eles falavam positiva e claramente.
“Eu sei em Quem tenho crido”, diz o apóstolo Paulo. “Eu sei que o meu Redentor vive”, diz Job. Assegura-te de que realmente amas a Jesus, e não fiques satisfeito até que possas dizer com toda a certeza que tens interesse nEle, sem dúvida, por já haveres recebido o testemunho do Espírito Santo, e por teres sido selado, pela fé, com o Consolador.

Nenhum comentário: