8 de ago de 2012

SER ÚTIL AO OUTRO
O qual, passando pelo vale árido, faz dele um manancial; de bênçãos o cobre a primeira chuva. - Salmos 84.6. Estas palavras nos ensinam que o conforto obtido por alguém pode frequentemente se mostrar útil a outrem, assim como os poços de água são usados por uma geração após outra. Lemos um livro repleto de consolações, que se mostra semelhante à lança de Jônatas escorrendo mel. Pensamos que nosso irmão esteve aqui antes de nós, cavou este poço para nós, bem como para ele mesmo. Muitos peregrinos cavaram poços para si mesmos, mas os poços têm provado ser igualmente úteis a outros. Observamos isto nos salmos como: "Por que estás abatida, ó minha alma?" (Salmos 42.5).Viajantes se deleitam em ver as pegadas de alguém em uma praia deserta; amamos ver as pisadas de outros peregrinos, enquanto passam pelo vale árido. Os peregrinos cavam o poço, mas, estranhamente, o manancial se enche a partir do topo, ao invés de a partir da base. Usamos os meios, mas a bênção não vem deles. Cavamos o poço, mas o céu o enche com chuvas. "O cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do SENHOR" (Provérbios 21.31).

Nenhum comentário: